Na próxima quinta, dia 20 de Junho às 19h30, sentamo-nos à conversa na Central Gerador para falar sobre como fazer a curadoria de uma exposição.

Para nos ajudar a perceber exactamente o que isto significa e qual o papel do curador, desafiámos três jovens curadores a vir até ao Lumiar para este final de dia: a Carolina Trigueiros, a Marta Espiridião e o Sérgio Azevedo. A moderação fica nas mãos do Gerador.

Curioso por descobrir mais sobre os três convidados?

Carolina Trigueiros

Curadora, escritora e produtora cultural de Lisboa. É pós-graduada em Estudos Curatoriais pela Universidade Nova de Lisboa (2017) e licenciada em Comunicação Cultural pela Universidade Católica (2013) em Lisboa e Barcelona. Recentemente participou na Kuma International Summer School em arte contemporânea de sociedades pós-conflito em Sarajevo. Em 2018 foi a curadora para as artes visuais no festival Exquisito em Lisboa. Escreve e colabora como produtora na revista Umbigo e trabalha com o artista Tomaz Hipolito no Azan – Tomaz Hipólito Studio. Colabora frequentemente com a REDE art agency.

Entre outros projectos foi curadora de exposições como “I will take the risk” com 29 artistas portugueses (2019); “Vazamento” and “Leite Ruim”, de Jean-François Krebs (2018); Carolina Pimenta performance e exposição “ONE SHOT” na Rua das Gaivotas6 (2018); e “Ensaios (sobre a mesa): a partir da coleção do Museu de Lisboa” na Galeria Quadrum (2017).

Marta Espiridião

Licenciada em Ciências da Arte e do Património pela Faculdade de Belas-Artes de Lisboa, fez uma pós-graduação em Estudos de Arte Contemporânea e Curadoria na Faculdade de Letras de Lisboa e é mestranda em Ciências da Comunicação na FCSH.

É curadora independente, tendo em curso diversos projectos, tais como: “cool ain’t cool anymore” ou o Anexo, um programa de exposições anexas a outras exposições. Foi curadora da exposição Acção Doméstico-Feminista ou Estudos sobre Cerâmica Portuguesa, de Rita GT, na Rua das Gaivotas6, Lisboa (2018); e de Unfriend//Unfollow, exposição colectiva, na Rua das Gaivotas 6, Lisboa (2018).

Sérgio Azevedo

Licenciado em Artes Plásticas pela ESAD.CR e pós graduado em Curadoria de Arte pela FCSH/NOVA. Hoje, vive e trabalha em Lisboa. Tem ainda diversas formações em Gestão e Produção de Projetos Culturais, Comunicação e Mediação em Arte e Museus.

Trabalha desde 2013 nas áreas da curadoria, serviço educativo e produção. Começou o seu percurso com a fundação da Associação Plano Difusor e com a criação dos ateliers de artistas Casa da Praia, onde foi artista e curador residente entre 2014 e 2018. Trabalha, ainda, como assistente de produção e curadoria em diversos projetos ligados à arquitetura.

Tem passado ainda pela produção executiva, direcção de produção e gestão de projectos de diversos programas culturais. Foi director artístico da exposição urbana de arte vídeo ALTERNATE WORLDS em Lisboa (2015), curador geral e produtor do programa de arte e debate na cidade CRITICAL CITIES, co-curador da exposição coletiva A VIDA ESTÁ LÁ FORA no Torreão Nascente da Cordoaria Nacional das Galerias Municipais/EGEAC, entre outros.

Até 30 de Junho celebramos os 5 anos do Gerador com um mês de programação na Central Gerador, o novo espaço do Gerador no Lumiar, em Lisboa. Descobre aqui a programação completa de 20 a 23 de Junho.

A entrada para a conversa é livre.

Onde fica a Central Gerador?

A entrada faz-se pela Rua Luis Pastor de Macedo, nas traseiras do edifício da Junta de Freguesia do Lumiar, pelo portão verde que estará aberto. A Central Gerador fica no Largo das Conchas, Casa da Cidadania, nº 5, Lumiar (Lisboa).

Créditos – Fotografia de Andreia Mayer