A cultura cineclubista em Portugal estará em debate num encontro nacional entre os dias 8 e 10 de novembro no Hotel das Termas da Curia, Anadia.

Segundo a Federação Portuguesa de Cineclubes, este será o 24.º encontro nacional e ficará marcado por dois temas: "Os desafios da exibição não comercial e o desenvolvimento crítico da cinefilia", dentro destes espaços de cinefilia.

No encontro estarão, entre outros, representantes dos cineclubes de Avanca, de Tomar, de Abrantes e da Bairrada, e do Centro de Estudos Cinematográficos.

O encontro acolherá ainda a assembleia da Federação Internacional de Cineclubes.

De acordo com dados do Instituto do Cinema e Audiovisual, a exibição cinematográfica em cineclubes registou 52.291 espectadores em 2018, quase metade dos 90.571 espectadores contabilizados em 2017.

Na página oficial, a federação portuguesa reúne dados de 30 cineclubes espalhados pelo país.

O primeiro Encontro Nacional de Cineclubes aconteceu em 1955 em Coimbra, numa altura em que a ditadura do Estado Novo "procurava silenciar um movimento cada vez mais inconformado com a política cultural do regime", lê-se na resenha histórica feita pela federação.

Em 1959, deveria ter acontecido outro encontro nacional em Torres Vedras, mas foi proibido pela PIDE (polícia política do Estado Novo). Só voltou a haver encontros nacionais pouco depois da revolução de Abril de 1974.

Texto de Lusa
Fotografia de Angel Origgi disponível via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.