De forma a assinalar o Dia Mundial da Dança, que se comemora internacionalmente a 29 de abril, a Companhia de Dança de Almada (Ca.DA) promove uma série de espetáculos e outras atividades dedicadas a profissionais ou amadores da dança, bem como a todo o público em geral interessado.

O programa de festas, que decorre entre 26 de abril e 4 de maio, inicia-se com um laboratório internacional decorrente do projeto CLASH! apoiado pelo programa Europa Criativa, subordinado ao tema “O clássico e o contemporâneo na formação de bailarinos”.

Desta forma, nos dias 26 e 27 de abril serão desenvolvidos workshops práticos e debates teóricos abertos a todos os interessados, que contam com a participação de profissionais de dança das companhias parceiras: Balletto di Roma (Itália), Polish Dance Theatre (Polónia), 420 People Dance (República Checa), Derida Dance Center (Bulgária) e Sapienza Università di Roma (Itália).

Ainda no dia 27, a Companhia de Dança de Almada estreia um programa composto por duas novas criações. “Qu’ils mangent de la brioche: #publicperception”, coreografado por Luís Malaquias, tem por base a história de Marie Antoinette, rainha francesa guilhotinada durante a Revolução Francesa, por decisão do tribunal revolucionário. A segunda criação a apresentar, resulta de uma residência artística da coreógrafa sueca Julia Ehrstrand.

No próprio Dia Mundial da Dança, a 29 de abril, serão apresentados alguns vídeos sobre o trabalho da Companhia de Dança de Almada e extratos coreográficos ao vivo. “Esta sessão constituirá também um reconhecimento às muitas pessoas que, ao longo dos anos, contribuíram para o seu desenvolvimento”, refere a companhia em comunicado.

Dia 30 de abril, será apresentado o resultado dos projetos de formação e integração social desenvolvidos pela Ca.DA com a comunidade local. Com coreografias de Rita Judas e Susana Rosendo, os alunos da turma de Dança e Movimento para séniores da Ca.DA Escola / Almasénior e um grupo de crianças do Centro Juvenil Padre Amadeu Pinto apresentam um espetáculo inspirado em cenas de filmes

Por fim, a 3 e 4 de maio, a Ca.DA Escola apresenta “Óptima”, um espetáculo resultante do Projeto Coreográfico, criação da professora e coreógrafa Maria José Bernardino.

A Companhia de Dança de Almada iniciou atividade como companhia profissional de dança contemporânea em 1990. Desenvolve a sua atividade essencialmente nas vertentes da criação artística, formação em dança e programação cultural.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de Ahmad Odeh via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.