Passando pela estreia do clássico Alice no País das Maravilhas, a nova criação de Luís Marrafa e chegando ao Concerto Barocco de Balanchine, a nova temporada da Companhia Nacional de Bailado (CNB) iniciou as suas apresentações no dia 9 de setembro e prolonga-se até ao mês de dezembro.

Foi no dia 1 de setembro que Carlos Prado, o novo director da CNB, assumiu funções e deu assim continuidade à programação que Sofia Campos tinha planeado para o trimestre de setembro a dezembro. A nova temporada abre com uma aula pública, de entrada livre, no dia 9 de setembro, às 10h, no Teatro Camões, em Lisboa. A iniciativa do Programa de Aproximação à Dança, que se repete no dia 19 de outubro, é um convite ao público para assistir ao primeiro momento do dia de trabalho dos bailarinos e bailarinas da CNB, a uma aula de dança clássica.

Noite Branca, Fotografia de Hugo David

Já no palco, a temporada inicia-se com o programa Noite Branca que reúne obras de três coreógrafos: Concerto Barocco, bailado de estética neoclássica de George Balanchine, Shostakovitch Pas de Deux, de Yannick Boquin, estreado no Millennium Festival ao Largo em julho, e Snow, uma nova criação de Luís Marrafa para a CNB.

O programa, que celebra o encontro entre a imaginação e a técnica, associando-se assim aos "atos brancos" dos bailados clássicos, é apresentado no Teatro Camões, de 23 de setembro a 3 de outubro. Noite Branca será ainda apresentado no Teatro Aveirense, dia 9 de outubro e no Teatro Municipal de Ourém, dia 16 de outubro.

Já no dia 25 de setembro, pelas 17h, haverá uma conversa pré-espetáculo de entrada livre, moderada pela jornalista Cristina Peres, com convidados a anunciar.

Acqua Alta - Crossing the Mirror, Fotografia de Adrien M. &Claire B.

De 25 de setembro a 31 de outubro, o foyer do Teatro Camões recebe a exposição Acqua Alta - Crossing the Mirror, em parceria com o FIM FA - Festival Internacional de Marionetas e Formas Animadas. A exposição permite uma experiência sensorial de Realidade Aumentada (AR) concebida, produzida e editada por Adrien M & Claire B e que cruza teatro, dança, banda desenhada, animação e videojogos.

Refletindo sobre um publico completo por famílias e membros infanto-juvenis, a CNB apresenta o quarto capítulo do Planeta Dança. Com escrita, direção e coreografia de Sónia Baptista, este espetáculo propõe uma história da dança, dividida em capítulos independentes, e inclui um atelier no final, com bailarinos da Companhia. Planeta Dança - Capítulo 4 está em cena no Teatro Camões, entre os dias 16 a 31 de outubro.

Planeta Dança, Fotografia de Hugo David

Iniciando o mês de novembro, mais precisamente no dia 3, a CNB abre novamente portas para um ensaio aberto, de entrada livre, onde poderá testemunhar os processos de trabalho entre bailarinos, coreógrafos e ensaiadores.

Em dezembro, os clássicos regressam ao palco do Teatro Camões, com Alice no País das Maravilhas. O clássico baseado na obra homónima de Lewis Carroll estreia dia 4 de dezembro e é apresentado até dia 23 do mesmo mês. Na véspera da estreia haverá um Ensaio Geral Solidário, uma iniciativa da Companhia Nacional de Bailado que, desde 2011, proporciona não só um momento de união entre os públicos e as causas sociais como as condições necessárias à angariação de fundos que ajudem instituições de solidariedade social a alcançar os seus objetivos.

No dia 11 de dezembro, pelas 17h, Cristina Peres volta a sentar-se à conversa com convidados a anunciar, para mais uma iniciativa de conversa pré-espetáculo, a que a CNB designa de Vamos Falar de Dança.

Local: Teatro Camões;
Horário: consulta toda a programação;

Preço: sabe mais sobre os bilhetes, aqui.
Fotografia de Hugo David