Hoje, dia 12 de maio pelas 19h00, não percas mais uma edição das Conversas Centrais no site Gerador acerca da importância das residências artísticas, com Mafalda d’Oliveira Martins, presidente da associação Pousio - Arte e Cultura, Mónica Duarte, responsável pelo Centro de Criação Artística - a Gráfica, e Tiago Fróis, presidente da associação Oficinas do Convento.

Assiste a esta conversa em direto, à hora marcada, aqui:

Mafalda d’Oliveira Martins (a.k.a. MOM) é Licenciada e Mestre em Pintura pela Faculdade de Belas-Arte da Universidade de Lisboa. Os seus estudos passaram também pela SNBA e pela FBA da Universidade Complutense, em Madrid. O seu trabalho visual procura no corpo e na relação humana uma linguagem própria e interdependente. Integrou várias exposições colectivas em espaços como Ordem dos Arquitectos, o Museu da Electricidade, a Casa-Museu Medeiros e Almeida, o ISEG, a Casa das Histórias, entre outros. Integra a coleção do Património Artístico da Universidade Lusíada de Lisboa, do Porto e de Vila Nova de Famalicão. É investigadora no Centro de Investigação e de Estudos em Belas-Artes (CIEBA). Atualmente é presidente da direcção da Pousio - Arte e Cultura, uma associação que surgiu para dar resposta à necessidade da criação de novos contextos de produção artística, ligando produtores culturais nacionais a comunidades social ou culturalmente isoladas no país.

Mónica Duarte é licenciada em Animação Sociocultural com Pós-Graduação em Gestão e Programação Cultural. Em 1999 começou a trabalhar na Câmara Municipal do Barreiro, inicialmente com funções de técnica na área da juventude no Fórum Juvenil El Matador, passando depois à coordenação deste gabinete. Em 2010 torna-se apoio político no Pelouro da juventude, cultura, património, desporto, educação e assuntos sociais e em 2016 inicia funções como Diretora de Departamento nas áreas supracitadas. Desde 2018 que exerce funções de Chefe de Divisão da Cultura da Câmara Municipal de Setúbal e está a trabalhar em projetos assentes numa visão estratégica de transformar a cidade na Capital de Criação Artística, impulsionando o lançamento de Bolsas de Criação Artística, a MAPS - Mostra de Artes Performativas em Setúbal, a regularidade de residências artísticas nos equipamentos culturais e o Centro de Criação Artística – a Gráfica, um espaço onde todas as formas de pesquisa e expressão artística contemporânea se fundem.

Tiago Fróis é licenciado em Artes Plásticas e Escultura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa e desenvolve a sua actividade entre a Fotografia e as Artes Plásticas. Os seus principais domínios de trabalho e investigação encontram-se no campo da Fotografia, Escultura e nas intervenções no lugar. É presidente da Oficinas do Convento, uma associação cultural de arte e comunicação fundada em 1996, que é Centro UNESCO desde 2010.

Mensalmente convocamos pessoas do meio cultural para debater temas centrais da sociedade no site Gerador. Descobre todas as conversas que já aconteceram aqui.