Este é o vídeo dos “3 minutos às 3” em que podes descobrir um olhar sobre a reportagem de investigação do Gerador que saiu no sábado anterior.

Neste vídeo podes encontrar um resumo da reportagem “Acesso à cultura: no (su)mundo onde as cores têm texturas e os detalhes escapam por entre as mãos”que se foca na acessibilidade à cultura em tempos de pandemia, mas não só, por parte de cegos e pessoas com baixa visão.

Após um mês do estado de emergência que deixou a descoberto uma série de problemas relacionados com o setor cultural português, mas no qual foram sendo feitas partilhas mais ou menos voluntárias de conteúdo já existente nas instituições ou criado através de casa dos artistas, importa pensar que cultura está a chegar a todos. E de que forma está a chegar. De que forma sente uma pessoa com deficiência visual ou de baixa visão uma peça de teatro sem que lhe sejam descritos movimentos, cenário e figurinos? Serão os sites em que o conteúdo se disponibiliza acessíveis? E a televisão, que papel terá no meio desta conjuntura?

Esta semana conversámos com Diogo Rodrigues, um estudante de 22 anos que não tem acesso a tanta cultura quanto gostaria, Tomé Coelho, o presidente da ACAPO, Maria Vlachou, diretora executiva da Acesso Cultura, Fátima Pires, fundadora da Locus Acesso, Sara Barriga Brighenti, subcomissária do Plano Nacional das Artes, e Carlos Ferreira, responsável pela área de leitura para pessoas com deficiência visual da Biblioteca Nacional. Separados, mas em uníssono, contaram-nos as múltiplas formas de mergulhar na cultura.

Podes ler a reportagem completa, aqui.

Jornalistas: Carolina Francos e Ricardo Ramos Gonçalves
Edição de vídeo de Susana Maciel
gerador-cultura-na-pandemia-acesso-a-cultura