O Festival de Música de Setúbal decorre entre  23 e 27 de maio na cidade sadina. Numa programação que inclui músicos estrangeiros mas dá destaque a músicos portugueses — e aos setubalenses, em particular —, o Ensemble Juvenil de Setúbal ajuda a criar uma união entre os dois mundos. 

No dia 26 de maio às 19h00, o Ensemble Juvenil de Setúbal encontra-se com o Headspace Ensemble, o hi-note de Clarence Adoo e a voz de Merit Ariane para interpretar as obras de Sara Ross, Cevanne Horrocks-Hopayian e Steve Reich, dirigidos por Miguel Ângelo da Conceição. 

Incentivados pelo tema Home Again, revisitam obras criadas por duas dos doze compositores portugueses e britânicos que já escreveram para o Ensemble desde a sua criação em 2014. Juntamente com a famosa Clapping Music de Reich, pretendem mostrar a ambição do grupo juvenil de músicos.

O Ensemble Juvenil de Setúbal surgiu através do projeto PARTIS

O Ensemble Juvenil de Setúbal surgiu com o apoio do programa PARTIS da Fundação Calouste Gulbenkian. A pequena orquestra juvenil que se baseia na inclusão cultural e social através da música, inclui jovens percussionista de radiação africana/latina, instrumentistas clássicos, músicos de jazz e jovens com necessidades especiais, que se unem através de um meio comum: a música. 

Com o fim dos 3 anos de apoio da PARTIS, a associação que sustenta o Ensemble— A7M – Associação de Música de Setúbal — passou a contar com o apoio da Câmara Municipal de Setúbal e da Fundação britânica Helen Hamlyn Trust, que concede ao projeto uma ligação forte com o Reino Unido. 

Sabe mais sobre outros destaques da música portuguesa nesta edição do Festival de Música de Setúbal, aqui.  

Texto de Carolina Franco
Fotografia de Samuel Sianipar disponível via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.