A Feira Gerador chega já no fim deste mês com 14 projetos inovadores que podes apoiar e descobrir na Central Gerador. Esta edição é acompanhada de música com um cheirinho a carnaval, Le Cirque du freak é especialista em festa rija e vai-nos trazer um set de viagem entre o soul, afro funk & afro beat, groove, disco, world music e um pouco de rock sujo, sempre acompanhado por uma pitada de bizarrice.

Estás curioso para descobrir um pouco mais sobre cada projeto? Se gostas de ilustração, crochet, produtos de decoração, cerâmica, roupa, ou se simplesmente gostas de estar a par dos novos projetos que andam por aí, continua a ler e descobre quem vai estar presente na feira de fevereiro:

Alice Aranha tem um projeto de design têxtil artesanal que se foca nas técnicas da tecelagem manual, do crochet e da tinturaria. A cor e o padrão são o maior foco, geralmente tomando como inspiração a natureza e a paisagem. Procura uma criação amiga do ambiente, passando pelo desperdício zero, reciclagem de fios, tinturaria natural.

Crocheturas é uma marca de brinquedos e de artigos de decoração produzidos artesanalmente utilizando uma técnica de crochet japonesa chamada amigurumi. Todas as criaturas são feitas com fio 100% algodão certificado pela Oeko-Tex, porque acreditam que o melhor amigo das crianças também deve ser amigo do ambiente.

DeCordão é uma marca de produtos de decoração inspirada no estilo boho. Pureza, originalidade e autenticidade são três das características que a definem. Os produtos destacam-se, pelo seu principal elemento que é o cordão de algodão. Este aparece aliado a outros materiais como o metal (utilizado nos pin´s e mosquetões) e à pele (utilizada nas pegas). A união dos cordões é realizada na máquina de costura, conduzida pelo movimento imprescindível das mãos, que confere a cada produto a sua diferente forma.

Dedo Mau luta dia-a-dia contra a procrastinação e passa a vida a tentar escrever uma auto‐biografia na terceira pessoa. Mete o dedo em vários assuntos: faz desenhos em blocos, em cerâmica, em azulejo, em paredes, faz ilustração, imprime posters e livros. Tudo isto na cave do último talho de um bairro hipster de Lisboa.
JLPF começou com uma formação ligada à expressão artística em 1989 com a frequência do Curso Profissional de Técnico de Decoração e Pintura de Cerâmica e Azulejo. Após anos de (maiores) dúvidas e bloqueio em 2015, de forma moderadamente assumida, dá-se o retomo ao trabalho criativo. A materialização desse regresso acontece através do desenho/ilustração, recorrendo a meios tradicionais, tais como as canetas, marcadores, guache, recorte e colagem, entre outros.

Madeira com Histórias surge pelas mãos de Tiago Bártolo, filho de carpinteiro habituado desde pequeno a brincar com as aparas de madeira. Este é um projecto que nasce da vontade deste artesão de dar uma nova vida a madeiras inutilizadas, reaproveitando o que encontra pelas ruas, e fazendo nascer peças únicas que podemos utilizar no dia-a-dia. Reutilizar e acrescentar mais um capítulo na história deste nobre material contribuindo para um mundo melhor - sem desperdício - é o objectivo deste trabalho.

Marilisa Mesquita tem um projeto de produção de cadernos feitos à mão que surge da ligação de Marilisa ao desenho em diário gráfico e da paixão pelos processos manuais. Também os seus carimbos, esculpidos manualmente e de forma minuciosa em borracha, contêm muita dedicação, tempo e amor, o que os torna objetos únicos. De valor intemporal, despertam-nos memórias de infância e ganham sentido num mundo que se quer mais sustentável.

QLã traz roupa feita com matérias primas naturais, algodão, linho, lã e seda, tingida exclusivamente com plantas, com processos artesanais ancestrais, que respeitam o meio ambiente e a nossa saúde. Os modelos são simples, intemporais e versáteis, dando a cada um(a) a possibilidade de expressar a sua individualidade de forma artística.

Roda Livro é um projeto cultural que nasce com o conceito de ir ao encontro do leitor nos mais variados espaços, tendo como proposta divulgar e levar o conhecimento ao maior número de pessoas, estimulando a solidariedade e a partilha de um dos maiores patrimônios da humanidade: a literatura e o conhecimento. O projeto tem a vertente comercial para sustentabilidade e a troca de livros com literatura para adultos e crianças, procurando oferecer cultura a todas as faixas de renda da população.

Os Sabonetes PoP! são 100% naturais e feitos de forma artesanal com manteigas e óleos vegetais. Preocupam-se em criar fórmulas a partir de matérias primas de primeira qualidade. Sendo 100% biodegradáveis (desde o sabonete à embalagem) são uma escolha natural, em relação aos sabonetes industrializados. Promovem o Comércio Justo e Solidário, aliando a sustentabilidade ambiental à qualidade dos produtos.

Senise design é um casal de cariocas que escolheu Lisboa como lar. Desenvolvem artigos decorativos e utilitários baseados na influência portuguesa aliada a traços contemporâneos e métodos sustentáveis e artesanais de produção. Simplicidade é a chave e sustentabilidade é a palavra de ordem.

Solivagant Scarpet traz sapatos que foram inventados em Friuli Venezia Giulia, onde há muito tempo servem como alternativa aos sapatos de trabalho. Extremamente confortáveis e anti-derrapantes, um par de Solivagant Scarpet é a escolha perfeita para todas as mulheres que amam a simplicidade e a sensação de liberdade, sem comprometer o visual.

Tampa sem Caneta é um projeto de dois malucos que bordam, costuram, desenham e inventam umas coisas giras. Têm bordados com temas diversos que também podes encontrar em formato de colar ou pin. Se fores fã de brincos têm vários feitos com linha de bordar e se o que gostas mesmo são peças de roupa práticas e feitas à mão também podes encontrar algo para ti. Ah e não esquecer que também desenham mandalas que podes levar em formato autocolante.

Thisforma é uma marca portuguesa de jóias artesanais com produtos únicos e irreplicáveis. Cada peça é feita com um cuidado especial para que duas peças nunca pareçam iguais. Por serem artesanais podem ter pequenos defeitos, o que faz parte. Tal como cada um de nós, personalidades únicas exigem defeitos únicos.

A Central Gerador está aberta de quarta a sábado, entre as 18h e as 23h, e domingo das 15h às 20h. Fica atento ao Facebook e Instagram oficiais da Central Gerador para estares a par de todas as novidades :)

Onde fica a Central Gerador?

A entrada faz-se pela Rua Luis Pastor de Macedo, nas traseiras do edifício da Junta de Freguesia do Lumiar, pelo portão verde que estará aberto. A Central Gerador fica no Largo das Conchas, Casa da Cidadania, nº 5, Lumiar (Lisboa).

Créditos - Fotografia de Andreia Mayer