Amo-te. Mesmo que não compreendas, de Tiago Vieira, será a primeira performance criada e apresentada no âmbito do Peep Show, um projeto de apresentação de criações de dança e performance que procura restabelecer uma relação de intimidade entre artistas e público.

“Numa altura em que sentimos a separação dos corpos e das relações, durante o confinamento, senti uma exigência para contribuir para a reaproximação entre as pessoas, através do meu trabalho. Senti a necessidade de não deixar perder a essência do ato performativo, que é a presença. É na procura da relação, através do ato performativo, que o projeto assenta”, explica, ao Gerador, Tânia Guerreiro, curadora do Peep Show.

“Precisamos de contacto humano para sermos humanos. Num momento em que o medo e a separação estão tão presentes, é preciso equilibrar as relações com mais contacto para que a empatia não deixe de existir entre as pessoas. As artes performativas contribuem também para essa resposta e. por isso, não podemos deixar morrer a presença do ato performativo. É preciso resistir ao medo, encontrar formas seguras de encontro e não desistir nunca dele”, acrescenta.

O primeiro espetáculo, Amo-te. Mesmo que não compreendas, terá residência criativa e apresentações na Casa do Capitão, entre os dias 15 de outubro e 1 de novembro, de quinta a domingo, às 21h.

Este espetáculo é uma “sinfonia coreográfica e verbal para uma arquitetura: a casa. O lugar casa como espaço de travessia, de confronto, de movimento, de intimidade, de desejo, solidão e amor”, pode ler-se em comunicado.

Texto por Flávia Brito
Fotografia de Alípio Padilha©

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.

Primeiro espetáculo do Peep Show estreia a 15 de outubro