Os Estúdios Victor Córdon, em Lisboa, estão desde maio a regressar de forma gradual ao seu funcionamento, após terem interrompido as atividades devido à pandemia. Em agosto é a vez de retomarem o programa Território, que no próximo mês de setembro assinala a sua estreia no Teatro Camões.

De acordo com a Companhia Nacional de Bailado (CNB), o programa Território é “uma plataforma, que possibilita a jovens bailarinos de várias regiões do país o contacto com um ambiente de trabalho semelhante a uma companhia profissional”. Neste sentido inclui um processo de audição, ensaios e, posteriormente, a sua estreia em espetáculo e circulação do mesmo pelo país.

O programa vai na sua 3.ª edição, sendo que este ano conta com a participação dos coreógrafos Marco Goecke e a dupla Iratxe Ansa/Igor Bacovich, que sucedem a outros que por ali passaram, nomeadamente Alexander Ekman, Douglas Lee, Filipe Portugal e Maurice Causey.

Tal como estava previsto, os bailarinos que integram o programa irão apresentar-se no Teatro Camões, numa parceria com a CNB, nos dias 12 (às 18h30) e 13 (às 16h), de setembro.

Do espetáculo faz também parte um filme que este ano será realizado por João Vaz, vencedor do prémio Território|Estúdios Victor Córdon, categoria Melhor Realizador Nacional do InShadow Lisbon ScreenDance Festival 2019. Este prémio é resultado de uma parceria entre os EVC e o do InShadow Lisbon ScreenDance Festival.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de Gez Xavier Mansfield via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.