É entre os dias 19 e 20 de agosto que Mata, uma co-produção do Teatro Estúdio Fontenova e Companhia Mascarenhas-Martins, estreia no Festival Internacional de Teatro de Setúbal. Contando com a encenação de Rosa Dias, que também integra o elenco, o espetáculo parte de um conta japonês que questiona a inocência, a culpa e a humanidade.

"Uma coisa é certa, o homem está morto. Mas quem o matou? Onde está a verdade se todos aparentam mentir? Onde se encontra a inocência se todos querem ter a culpa? Neste bosque de verdades contraditórias, de assumidas culpas, onde se encontra a justiça?", é desta forma que o espetáculo levanta o véu ao entendimento, procura e resgate da verdade.

Depois de passar pelo no festival, Mata regressará em setembro para novas apresentações em Setúbal e no Montijo.

Abordando ainda questões políticas, sociais e humanas, o espetáculo baseado no conto japonês 藪の中 (Yabu no Naka), de Ryūnosuke Akutagawa conta ainda com as interpretações de André Reis, Inês Monteiro Pires, João Jacinto e Pedro Nunes.

O Teatro Estúdio Fontenova e a Companhia Mascarenhas-Martins, responsáveis pela co-produção do espetáculo, são estruturas financiadas pela República Portuguesa – Ministério da Cultura/ Direção Geral das Artes e pela Câmara Municipal do Montijo e Câmara Municipal de Setúbal.

Local: Fórum Municipal Luísa Todi, em Setubal;

Horário: 19 e 20 de agosto pelas 21horas;

Bilhetes: sabe mais informações sobre os bilhetes e conclui a tua reserva.

Fotografia de Leonardo Silva