O Festival de Jazz de Viseu, anunciou os primeiros nomes do "Que Jazz É Este?", um festival que acontece em vários espaços da cidade de 21 a 25 de julho.

Depois da edição do ano passado, o festival Que Jazz É Este?, volta para uma 9ª. edição, com uma maior experiência e conhecimento das dinâmicas que podem tornar possível a realização de um festival face ao contexto atual de pandemia. Os primeiros nomes anunciados são os, ¡Golpe!, Orquestra de Jazz de Espinho & Mário Costa e Carapaus Afrobeat, três nomes que refletem a "diversidade característica do festival que nas estéticas e linguagens musicais que integra, quer nos espaços que ocupa", refere a organização do festival.

O jardim da Casa do Miradouro é um dos palcos a ser pisados no dia 23 de julho, onde vai atuar o duo ¡Golpe!, formado pelo trompetista Gonçalo Marques e pelo baterista João Lopes Pereira. Dois músicos de gerações diferentes que, para além de já terem demonstrado a química musical que os unes em vários contextos, partilham de uma maneira particular de pensar e fazer música, em que a preocupação com o som vem antes de tudo o resto. Os ¡Golpe! trazem para este concerto no jardim da Casa do Miradouro, um dos músicos que tem trabalhado com eles, o contrabaixista japonês, Masa Kamaguchi. Com uma vasta experiência e um som inconfundível, Kamaguchi não só se enquadra perfeitamente na forma como Gonçalo Marques e João Lopes Pereira estão na música, como a potencia de uma forma muito profunda e pessoal.

A mais emblemática sala de espetáculos da cidade de Viseu, o Teatro Viriato, recebe no dia 25 de julho a Orquestra de Jazz de Espinho & Mário Costa, dando continuidade à parceria de acolhimento estabelecida na última edição do festival. O baterista Mário Costa, conhecido pela sua versatilidade admirável e uma carreira brilhante a partilhar palcos com os músicos mais importantes do panorama europeu, junta-se à Orquestra de Jazz de Matosinhos que tem desenvolvido um percurso ímpar desde 2008, entre a componente didática, a produção de concertos temáticos e o desenvolvimento de repertório de autor.

E porque o festival pede dança, os Carapaus Afrobeat não querem ver ninguém parado no encerramento do festival, dia 25 de julho. Os nove músicos brasileiros e portugueses, trazem a Viseu o seu mais recente álbum, "Dois", e fazem uma enorme referência à música africana. É na interpretação literal da palavra 'afrobeat' (beat de origem africana), que a banda leva o público numa viagem que parte do afrobeat, criado por Fela Kuti na Nigéria, para por outros acontecimentos musicais vindos de outros países do gigante continente, "de todas as Áfricas e seus desdobramentos em outras partes do planeta".

O festival Que Jazz É Este? é promovido pela Gira Sol Azul e financiado pelo programa Viseu Cultura, do Município de Viseu, contanto ainda com vários parceiros e mecenas locais, e nacionais, que têm contribuído para a afirmação do festival como um projeto de relevo e prestígio na região centro. Para além da oferta musical do festival, este continua a ser um espaço de criação de dinâmicas e oportunidades de formação e profissionalização na área da música, onde artistas de várias nacionalidades se encontram e originam momentos inéditos. Que Jazz É Este? é ainda um espaço de desafios a novos públicos, através da promoção de iniciativas que vão ao encontro de públicos que se encontram, de alguma forma, impedidos de irem ao festival.

Cartaz da cortesia da organização

Texto de Patrícia Nogueira
Fotografia via Unsplash

Se queres ler mais reportagens sobre a cultura em Portugal, clica aqui.

Que Jazz É Este?