O FIAR – A Vila decorre em Palmela nos próximos dias 25 e 26 de julho com espetáculos, performances e intervenções artísticas. A edição deste ano celebra e homenageia Dolores de Matos (Lola), encenadora, atriz e anterior diretora do FIAR, que faleceu no ano passado. 

O programa cujos eventos são gratuitos, mediante reserva prévia, começa às 16h00 do dia 26 com a inauguração de uma instalação de cartazes A0 espalhados pela cidade com pequenos textos de autores como a própria Dolores Matos, João Pedro Azul, Ricardo Ramos Gonçalves, Carolina Bettencourt, Ricardo Falé, Pedro Ferrão, Wagner Borges, Iolanda Rodrigues e Miguel Reis. Meia hora depois, entre o miradouro da Serra do Louro e o Largo São João, Mini Luyks dará um espetáculo musical itenerante. 

No decorrer do FIAR haverá espaço para o circo contemporâneo de Clara Zolesi e Diogo Santos, uma instalação da Revista FOmE e outra de Paula Moita e Gonçalo Freire, uma peça com o Teatro As Avozinhas, animação de rua por Diogo Duro, dança e performance por Leonor Keil, um concerto de Huesos del Niño, performance dirigida por Tiago Vieira e uma peça de teatro de Bruno Humberto e Rui de Almeida Paiva. 

Ainda que o festival viva da e na rua, é recomendado que se mantenha as regras de afastamento social e, no caso de performances que decorram em espaços fechados, o uso de máscara. A marcação prévia para participar no evento deve ser feita para o número de telemóvel 926003000 ou para o endereço de e-mail fiarcultura@gmail.com, até 30 minutos antes do espetáculo.

O FIAR tem o apoio financeiro da Câmara Municipal de Palmela e da República Portuguesa, e o apoio media do Gerador. 

Texto de Carolina Franco
Fotografia da cortesia de FIAR
O FIAR e o Gerador são parceiros

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.