A Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo, no distrito da Guarda, está a desenvolver um concurso de Ciência Cidadã, “pioneiro a nível nacional”, através da Plataforma de Ciência Aberta, no qual os temas de investigação são definidos pelos próprios cidadãos.

O objetivo é, através da plataforma, desafiar os munícipes e conhecedores do território a "identificarem problemas e desafios da região", colocando questões que serão posteriormente desenvolvidas em investigações científicas. Esta iniciativa permitirá uma aproximação dos cidadãos às questões regionais, contribuindo para uma participação e envolvimento ativo da comunidade local com a investigação científica e as próprias universidades e institutos.

Existe também o objetivo de estabelecer parcerias com entidades locais, garantindo a implementação sustentável dos projetos.

As amendoeiras em flor são parte integrante da paisagem da região e uma atração turística do município

Paulo Langrouva, presidente da Câmara Municipal de Figueira de Castelo Rodrigo, considera que a iniciativa “pretende dar voz” aos munícipes e “perceber quais os principais desafios da região”. Será lançado um concurso a nível nacional, com um financiamento no valor de 10 mil euros, para investigadores de institutos de investigação públicos ou privados, associados a universidades ou instituições do ensino superior, que pretendam desenvolver projetos de investigação de acordo com os temas, questões e problemáticas identificadas pelos cidadãos.

Com o projeto Ciência Cidadã, Figueira de Castelo Rodrigo, município do distrito da Guarda, é a única autarquia do país com uma linha de financiamento específica para projetos de Ciência Cidadã.

O lançamento do concurso para investigadores tem início no mês de abril e prolonga-se até agosto. de 2021.

A Plataforma de Ciência Aberta, inaugurada em julho de 2017, em Barca d'Alva, junto ao rio Douro, surge como o primeiro centro da rede internacional Open Science Hub, numa parceria entre o município de Figueira de Castelo Rodrigo e a Universidade de Leiden, na Holanda, inserido numa rede global de parceiros de vários países europeus.

Texto de Ana Mendes e Lusa
Fotografias
disponíveis na página de facebook de Figueira de Castelo Rodrigo