O Fundo de Solidariedade com a Cultura vai reabrir uma nova fase de candidaturas à sua Linha de Apoio Geral, entre os dias 2 e 11 de dezembro, depois de uma primeira fase que terminou em outubro.

Segundo comunicado, podem concorrer a esta linha “todos os artistas, outros profissionais liberais independentes, empresários em nome individual, e trabalhadores por conta de outrem em situação de desemprego por causa não imputável ao trabalhador após o dia 20 de fevereiro de 2020, que desempenhem funções artísticas, técnicas, técnico-artísticas, de gestão e demais funções de suporte nas seguintes áreas de atividade:  artes performativas; artes visuais; bibliotecas e arquivos; cinema e audiovisual; literatura, livro e edição; museus e património; música”.

O Fundo de Solidariedade com a Cultura foi criado para ajudar financeiramente todos os agentes culturais afetados pela quebra de atividade provocada pela crise sanitária do covid-19, numa iniciativa conjunta da GDA (Gestão dos Direitos dos Artistas), da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, da Audiogest e da GEDIPE.

Na primeira fase de candidaturas, que decorreu entre o dia 19 e 30 de outubro, foram submetidos 1942 pedidos de apoio, onde se incluem 1057 artistas, 215 técnicos e 171 estruturas artísticas, entre outros profissionais. A maioria das candidaturas foram entregues por profissionais das artes performativas, mais especificamente por aqueles que trabalham no meio da música.

De acordo com os responsáveis, a angariação de donativos para o Fundo tornou possível a reabertura das candidaturas, desta vez dirigida exclusivamente à Linha de Apoio Geral, sendo que os profissionais que já se candidataram a qualquer uma das linhas de apoio na primeira fase, não poderão apresentar uma nova candidatura.

Não obstante, o Fundo continua a aceitar donativos, de forma a poder aumentar a verba disponível para a atribuição de apoios, através de transferência bancária para a conta que tem como titular o Fundo de Solidariedade com a Cultura: PT50 0018 0000 0301 5822 0015 5. O Fundo aceita também donativos por MBWay, através do número (+351) 918 889 900.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Cartaz do Fundo de Solidariedade com a Cultura

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.