"Pela Terra a navegar" é o nome do mais recente trabalho de Gabriel Pepe. O cantor, multi-instrumentista e escritor lisboeta lança o seu primeiro EP gravado durante o Verão.

Para Gabriel "as músicas são como ter filhos, quando atingem alguma maturidade, surge uma força maior que nos aconselha a deixá-las encontrar o seu caminho", como é possível ler no comunicado.

Encontrando o seu, o disco que integra este EP resulta duma mistura das influências do artista, entre elas a música de intervenção portuguesa e a música popular brasileira, "chegando por vezes a lembrar também o movimento psicadélico". É através desta pequena viagem que se navega e descobre ao longo do roteiro, "onde cada canção possui uma natureza diferente das outras, mas sempre mantendo a sonoridade peculiar que se destaca na música de Gabriel", referido também em comunicado.

Capa do álbum do artista

A letra da canção ("Pela Terra a navegar / Seguindo o caminho que há / Trazendo apenas este corpo / E que ele me leve / Pela Terra a navegar"), dedica-se a explorar possibilidades que são reduzidas e, por vezes, não permitem opção de escolha. No entanto, "há sempre esperança no mistério", refere o artista. "Não podemos esquecer que o amanhã vai chegar, e com ele, a eventualidade de um novo recomeço", completa.

"Pela Terra a navegar" surgiu numa viagem por França, entre complexos e caminhos que aguardavam pelo artista. Ouvem-se flautas e guitarras que elucidam a relação com a natureza.

O trabalho do artista está à venda em formato físico e digital pelo Bandcamp do artista.

Neste disco podemos contar também com a participação de João Miguel Carvalho na bateria, músico em projetos como Farra Fanfarra, Muri Muri, tendo também brevemente passado por Los Negros. Para além da participação enquanto músico, João também captou, misturou e masterizou o EP.

Gabriel Pepe, que começou por tocar em várias casas de Lisboa, também já espalhou a sua música por outros locais da Europa e continente Africano. Participou no álbum de Vasco Ribeiro & os Clandestinos, Mais um dia, tocando flauta transversal na faixa Florestas Negras. Mais recentemente, gravou, com Mário Nobre, um vídeo do tema autoral Acordar para o "Rec'n'Play", divulgando assim o seu trabalho no Brasil, ao lado de nomes como Nanan e Luíza Rosa. Também é possível encontrar material do artista na aclamada "A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria".

Texto de Patrícia Silva
Fotografia da cortesia de Gabriel Pepe

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.