O Ginasiano Escola de Dança abriu, pela primeira vez, audições online para o Ensino Artístico Especializado de Dança. Os prazos variam consoante o ano e o espaço de ensino a que os estudantes se candidatam - Vila Nova de Gaia, Arouca, Braga ou São João da Madeira.

Em resposta aos desafios impostos pela atual situação de pandemia e as ordens de isolamento social que dela advêm, as audições para integrar o Ginasiano serão feitas de forma não presencial excepcionalmente. Estas destinam-se a estudantes que no próximo ano letivo, 2020-2021, frequentem o 2º e 3º ciclo ou o ensino secundário.

Para candidaturas feitas ao 2º e 3º Ciclo e Secundários no pólo de Vila Nova de Gaia (Espaço Sacramento) o prazo de candidatura é o dia 23 de maio. Já para Braga (em parceira com o Agrupamento de Escolas de Maximinos), Arouca (em parceria com o Agrupamento de Escolas de Arouca) e São João da Madeira (em parceria com o Centro de Educação Integral), todos para o 2º e 3º ciclo, o prazo é o dia 30 de maio. 

De acordo com a nota enviada à imprensa, “os diferentes níveis de ensino, do 1º ciclo ao Secundário, contribuem para a formação de cidadãos com sensibilidade artística ou, especificamente, para formação de cidadão cujo futuro profissional seja na dança (como intérprete, coreógrafo ou docente, ou ainda, como profissional do espetáculo”. 

Citada do mesmo comunicado de imprensa, Fátima Ramos, a diretora do Ginasiano, refere que a escola pretende "apoiar cada aluno no seu desenvolvimento através da dança, orientando-o na descoberta do seu projeto de vida e apostando numa formação artística transversal, que desperte processos de pesquisa informados e críticos a partir da curiosidade individual, no sentido de formar cidadãos autónomos, participativos e responsáveis.” 

As inscrições podem ser feitas através de um formulário disponível no site do Ginasiano, aqui, e as audições realizar-se-ão através de vídeos enviados pelos candidatos. 

Texto de Carolina Franco
Fotografia de Gez Xavier Mansfield disponível via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.