O mais recente álbum dos MOONSPELL foi editado a 26 de fevereiro com o selo Alma Mater Records, numa parceria internacional com a Napalm Records. O disco já se encontra disponível em todas as plataformas.

A caminho da comemoração dos 30 anos de carreira, os MOONSPELL gravaram e misturaram o seu 13º disco com Jaime Gomez Arellano, nos estúdios Orgone, em Inglaterra.

capa do disco da banda

Com uma faceta progressiva e melodiosa, HERMITAGE “remete para uma viagem através dos dias mais negros da Historia da Humanidade e que são, naturalmente, incontornáveis para a banda”, lê-se em comunicado.

Fernando Ribeiro, um dos membros da banda descreve que “o álbum é sobre voltarmos as costas às convenções da modernidade. No momento, muitos se convenceram de que tudo gira à nossa volta, que nós (a Humanidade) somos tudo. No entanto, ipsi facto, não somos nada e nada gira em torno de nós. O objetivo do Moonspell, nessas últimas voltas ao redor do Sol, é escrever a melhor música que pudermos. Para contar algumas histórias com as nossas letras, criando, desta forma, proximidade com aqueles que nos rodeiam nestes tempos de distanciamento. Como se fôssemos amigos próximos, como na época em que a música era aquilo que mais importava.”

O trabalho dos artistas conta ainda com singles como “COMMONPRAYERS”, “THE GREATER GOOD”, “ALL OR NOTHING” e “THE HERMIT SAINTS, que foi lançado juntamente com um vídeo, dirigido por Guilherme Henriques, com um conceito de “museu vivo”, onde obras de Arte Sacra se ligam às letras da banda, através de uma atmosfera visual inédita.

Texto de Patrícia Silva
Fotografia da cortesia da banda

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.