“RaiVera”, projeto a solo da violinista Ianina Khmelik, será apresentado ao vivo no próximo dia 15 de outubro, pelas 23h30, no Grande Auditório.

Com sonoridades eletrónicas, o álbum de estreia de IAN conta com um total de nove temas originais, incluindo uma colaboração com Pedro Oliveira, dos Sétima Legião, e os singles “Boarding Now” e “Good Girl”. O trabalho foi editado pela Vespertine Records e conta com a produção de Nuno Gonçalves, dos The Gift.

Tal como IAN – que é também violinista da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música – “RaiVera” é a conjugação de várias influências musicais, pessoais e profissionais, não representando um distanciamento daquilo que faz enquanto violinista clássica, “mas sim uma união de todas as experiências vividas profissionalmente, uma união de estilos”, conta a própria, ao Gerador.

Através deste projeto, a artista apresenta uma nova faceta, quer musicalmente, quer na imagem que apresenta em palco. “O projeto IAN surge da necessidade de exprimir uma parte da minha personalidade que me complementa como artista e que, no registo clássico, não está tão presente”, explica, acrescentando ainda que “uma violinista de formação clássica, ao mesmo tempo que toca música barroca ou romântica, também toca música do século XX e a música mais atual, dita contemporânea.”

O concerto no Grande Auditório do CCVF marca o arranque de uma digressão de apresentação de “RaiVera”e integra a programação do Westway LAB 2020.

Texto de Flávia Brito
Fotografia cedida via comunicado

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.
IAN apresenta disco de estreia "RAIVERA"