O Jardim Fest continua a dar música durante este fim de semana. Depois de uma primeira noite de festa açoriana e nacional, o festival voltou este sábado, dia 7, com um reportório de músicas originais. Foi assim o segundo dia.

Desta vez, a festa começou mais cedo. Por volta das 15h, o Parque Urbano de Ponta Delgada abria-se para receber uma aula solidária de zumba e também as atividades infantis realizadas pelo Estúdio 13. Ao longo da tarde, os mais pequenos puderam experienciar movimentos de yoga e dança criativa. Além disto, no Jardim NOS, foi possível visionar algumas curtas de artistas locais.

Um Gajo Chamado Keany abriu a música do Palco Coca-Cola. O palco secundário ouviu os movimentos do DJ ao mesmo tempo que começava a ganhar espectadores. Seguiu-se João Luís até ao início da noite. Nuno Cabral subiu ao palco principal já depois das 20h. Com anos de carreira na música, o artista cantou canções originais em português e inglês. Fez saber ainda que lançar um EP é um dos objetivos deste ano.

A relva em frente ao Palco Jardim encheu-se rapidamente para receber os HMB. A plateia ouviu as músicas mais populares desta banda enquanto os artistas interagiam com a audiência. Destacam-se “O Amor É Assim”, “Dia D” e “Não Te Vais Arrepender”. Em palco, a banda anunciou ainda um novo disco para 2020 com músicas inteiramente em português.

O DJ Nicola Conte fechou mais uma noite do festival. Para hoje, dia 8, espera-se uma programação mais familiar, com presença de várias experiências infantis e o concerto do Avô Cantigas.

Texto por Gabriel Ribeiro
Fotografia de Carlos Cabral de Melo
 O Gerador é parceiro do Jardim Fest

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal clica aqui.