Clothilde, projecto a solo de Sofia Mestre. Recorre ao uso de modulares (construída de raiz pelo seu companheiro Zé Diogo – HOBO – para emergir em excursões improvisadas na busca de texturas, ritmos e melodias sem ponto de chegada definido. Lançou em Maio deste ano o seu primeiro álbum, “Twitcher”, pela Labareda. A esta playlist a Sofia decidiu dar o nome de Visitas – Chama-se Visitas e não é mais do que isso mesmo, uma visita a sons, músicos, bandas portugueses que não se esquecem.

A Clothilde vai estar no Exquisito, festival que se realiza em Telheiras, nos dias 13, 14 e 15 de setembro. O Exquisito é o novo festival de criação artística emergente que inclui artes performativas, artes visuais e música. Neste festival a Clothilde promete recorrer ao uso de maquinaria caseira, construída de raiz por HOBO, desejando ser conduzida pelas máquinas e pelos estímulos que estas lhe sugerem.

Estas são as 10 escolhas da música portuguesa que a Sofia partilhou connosco:

1. Pop Dell’Arte –Poema para Noiva Circular em Betão Armado Plástico Cor-de-Rosa
2. Mão Morta, É uma selvajaria
3. Petrus Castrus, Batucada Vulgaris
4. José Cid – O Caos
5. António Variações – Toma o Comprimido
6. Quarteto 1111, Pigmentação
7. Mler Ife Dada, L’Amour Va Bien, Merci
8. Grupo 5, DayDream
9. Telectu, Minimal I
10. Vitor Rua + João Peste (1991)

O Exquisito é uma iniciativa do Gerador
Fotografia de Estúdio Alex Caetano