fbpx
Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

Mescla com E.se

A mescla desta semana, chega-nos pelas mãos de E.se

Texto de Gerador

Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

E.se é o nome artístico de Carlos Alves, músico e compositor de Almada (e médico nas horas “não-livres”). O nome que se lê – E se – representa a aceitação com que o artista encarou os pensamentos negativos e hipotéticos, típicos de uma mente ansiosa, e os desconstruiu na escrita e música, conhecendo-se e reconhecendo que onde há sombra, há luz.

O seu terceiro álbum, "Hubris", foi lançado a 10 de maio. O título surge da tentativa audaz de trazer uma estética inovadora para o rap alternativo lusófono, esbatendo os seus limites com a pop e a música indie, ao longo de paisagens sonoras que remetem para o jazz contemporâneo, a música electrónica e alternativa.  Embora seja um disco mais "escuro" que o seu antecessor "Mangrove", em Hubris é claro o crescimento de E.se, cada vez mais confortável na sua fragilidade, abordando temas como a saúde mental, separações relacionais, solidão e crescimento através de letras contundentes combinadas com melodias cativantes.

O disco irá ser apresentado ao vivo no Porto no Maus Hábitos a 14 de Junho e em Lisboa no Musicbox a 15 de Junho.

Se este artigo te interessou vale a pena espreitares estes também

24 Maio 2024

Pop Up Quiz. O que sabes sobre Biologia?

23 Maio 2024

Tiago Fortuna (Access Lab): “Há muito entusiasmo, mas depois não se concretiza”

22 Maio 2024

Sara Cerdas: “Não podemos apenas viver de políticas feitas a pensar no ciclo político”

20 Maio 2024

Mescla com Allis

16 Maio 2024

Alex Cortez: “As atividades culturais têm de dar lucro, esse lucro nem sempre é medido por dinheiro”

15 Maio 2024

Dar uma volta com Eduardo Breda

10 Maio 2024

Pop Up Quiz. O que sabes sobre a Europa

9 Maio 2024

Sampaio da Nóvoa: “Marcelo degradou seriamente a instituição Presidência da República”

6 Maio 2024

Mescla com Renato Chantre

3 Maio 2024

Beber um copo com Alex D’Alva Teixeira e a sua imunidade a ressacas

Academia: cursos originais com especialistas de referência

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Fundos Europeus para as Artes e Cultura I – da Ideia ao Projeto

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Jornalismo e Crítica Musical [online ou presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Introdução à Produção Musical para Audiovisuais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Produção de Eventos Culturais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação à Língua Gestual Portuguesa [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação ao vídeo – filma, corta e edita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Comunicação Digital: da estratégia à execução [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Soluções Criativas para Gestão de Organizações e Projetos [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Viver, trabalhar e investir no interior [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Comunicação Cultural [online e presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

O Parlamento Europeu: funções, composição e desafios [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Narrativas animadas – iniciação à animação de personagens [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Práticas de Escrita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Pensamento Crítico [online]

Duração: 15h

Formato: Online

Investigações: conhece as nossas principais reportagens, feitas de jornalismo lento

22 ABRIL 2024

A Madrinha: a correspondente que “marchou” na retaguarda da guerra

Ao longo de 15 anos, a troca de cartas integrava uma estratégia muito clara: legitimar a guerra. Mais conhecidas por madrinhas, alimentaram um programa oficioso, que partiu de um conceito apropriado pelo Estado Novo: mulheres a integrar o esforço nacional ao se corresponderem com militares na frente de combate.

1 ABRIL 2024

Abuso de poder no ensino superior em Portugal

As práticas de assédio moral e sexual são uma realidade conhecida dos estudantes, investigadores, docentes e quadros técnicos do ensino superior. Nos próximos meses lançamos a investigação Abuso de Poder no Ensino Superior, um trabalho jornalístico onde procuramos compreender as múltiplas dimensões de um problema estrutural.

A tua lista de compras0
O teu carrinho está vazio.
0