fbpx
Menu Grande Pesquisa
Carrinho0
Sexta-feira, 13 Março 2020

Meta conecta-se com a Europa através da linguagem mais universal, a música

Mariana Bragada, Meta, levou Mónada, o EP que lançou recentemente a seis cidades europeias diferentes. Entre 13 de fevereiro e 1 de março, lançou-se à viagem que lhe permitiu dar a ouvir a calma que sai da sua voz e da Loopstation, e potenciou a quem se cruzou consigo que se conectasse de alguma forma. 

A tour com Chau, responsável pelo seu agenciamento, e com o apoio da Fundação GDA passou pelo Sofar Sounds Manchester, Sofar Sounds London, Snotty Seaside em Estocolmo, Madame Claude em Berlim, Sofar Sounds em Madrid, e Bodega Saltó em Barcelona. Para Mariana, a possibilidade de partilhar a sua música fora do país é “tão importante quanto partilhá-la dentro”.

“Encontrei um público muito mais receptivo e pronto a ouvir do que o que esperava. Senti que as pessoas estavam dispostas a ouvir e a conectar com música que nunca ouviram sem nenhum preconceito, mas com curiosidade. Foi muito boa a interação e a recepção tão calorosa que recebi pelos países onde passei. Muito apoio, muitas mensagens de carinho e muita conexão”, conta Mariana. 

Mariana Bragada viajou pela Europa com a equipa da Chau, empresa em que está agenciada

Numa conversa que teve com o Gerador aquando do lançamento do EP, Mariana Bragada explicou que Mónada é um disco “para estares e ouvires com calma, estando dentro da música”. “Não é uma coisa de ouvir um bocado e voltar depois. Sinto que é algo que convoca a uma experiência mais imersiva”, completou na altura. 

Esta viagem pela Europa deixou marcas na sua memória, com todos os momentos marcantes que aconteceram “antes e depois dos concertos”. "Acho que um dos momentos mais especiais foi o concerto em Berlim, por várias razões. Tinha amigos portugueses a apoiar-me, tive a presença do FOQUE a cantar comigo 2 músicas, o público vibrou imenso e inclusive pediu mais músicas para tocar. Houve também um momento muito especial, em que uma rapariga veio falar comigo a chorar, depois do concerto, a dizer o quanto se tinha conectado”, conta. 

Meta usa a Loopsation como meio criador para a sua música 

"Criaram-se conexões muito bonitas através da música portuguesa e senti mesmo que a música tem a sua própria linguagem universal. Foi bom perceber que o público estava muito mais receptivo à música nova e emergente de outros países, muito mais do que o que nós esperámos”, explica. Mesmo com a língua portuguesa como convite à total imersão, a falta de compreensão não serviu de entrave. 

Depois de recolher memórias pela Europa, Meta segue para Setúbal para a primeira edição “Me and My Loopstation”, um festival dedicado a projetos que utilizem a Loopstation. Sobre a valorização da música criada a partir da Loopstation e dos seus autores, Mariana diz que sente que "em Portugal cada vez mais se está a integrar e a valorizar a música criada com a Loopstation" e que "esta primeira edição do Festival Me n' My Loopstation é prova disso". "É uma forma de criação mais experimental, sem dúvida, mas que cada vez mais se está a expandir e a criar novos horizontes”, conclui.

A tour europeia de Meta acabou em Barcelona

Podes recordar a entrevista que fizemos a Mariana Bragada a propósito de Mónada, aqui

Texto de Carolina Franco
Fotografias de cortesia de Mariana Bragada

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.

MAIS ARTIGOS DE Notícias

Notícias 18.Set.2021

Até novembro, o "Cogito" quer debater o humanismo tecnológico

Até que ponto a tecnologia nos está a influenciar na forma como estamos com os outros? Seremos melhores ou piores pessoas? O Cogito - Ideais que transformam está de volta…

Notícias 17.Set.2021

Programa ProMuseus apoia 59 projetos com 1,8 milhões de euros

O Programa de Apoio a Museus da Rede Portuguesa de Museus (ProMuseus) vai apoiar 59 projetos das 101 candidaturas, de 66 museus, a concurso. O investimento global será de 1,8…

Notícias 17.Set.2021

Festival Mental aterra em Ponta Delgada

De 17 a 19 de setembro, o Festival Mental vai-se fazer representar, pela primeira vez, em Ponta Delgada, nos Açores. O objetivo é promover a saúde mental por intermédio das…

Notícias 17.Set.2021

Unloop procura intérpretes para projeto participativo em residência artística no Alentejo

Define-se como um “projecto interdisciplinar e participativo” e está à procura de seis participantes que o integrem em contexto de residência artística. A Unloop pretende intérpretes “que estejam motivados a…

Notícias 17.Set.2021

Acendalha organiza oficina de criação de instrumentos musicais em cerâmica

A associação Acendalha de Paradela do Rio, no concelho de Montalegre, prepara-se para lançar uma oficina de criação de instrumentos musicais em barro, de 19 a 25 de setembro. A…

Notícias 17.Set.2021

Muscarium vem para "espalhar cultura por todo o concelho" de Sintra

Começou ontem, mas prolonga-se até dia 26 de setembro. A 7.ª edição do “Muscarium”, festival de artes performativas organizado pela companhia teatromosca, compõe-se de dança, teatro, música e performance e…

Carrinho
There are no products in the cart!
Continue Shopping
0
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}
X
X
Partilhar
Copy link
Powered by Social Snap