O projeto criado por Carlota Lagido e co-produzido pelo São Luiz Teatro Municipal e o Festival Cumplicidades, estreia dia 18 de março, às 19h00, na Sala Virtual do São Luiz.

Mina, não estreou em palco no ano de 2020 e, apesar de ter sido reprogramada para um ano depois, subir ao palco continuou fora de questão. É então que este projeto se transforma num filme. As bailarinas e performers, juntaram-se a Carlota Lagido, na sua casa de campo, depois de uma última residência artística, e realizaram o filme Mina.

Não se revelando como filmagem do que seria o espetáculo em palco, mas um novo objeto artístico, Carlota explorou questões feministas, sendo um projeto com e sobre mulheres, “Um ano depois, Mina continua a ser feminista, continua a ser um manifesto sobre e com mulheres que viveram diferentes épocas, viveram conflitos de desigualdade e violência de género específicos de cada época, de cada lugar, de cada ontologia. Muitas dessas mulheres não estarão presentes, mas as suas auras fantasmáticas sim, através do seu pensamento, dos seus percursos de
vida, profissionais e artísticos.", lê-se em comunicado.

Local: Online;
Horário: de 18 a 21 março, às 19 horas (disponível até às 24horas);
Preço: 3 euros.
Fotografia de Carlota Lagido