A Um Coletivo, associação cultural sediada em Elvas está a promover uma mostra de cinema, a que chamaram C.A.L. – Cinema Ar Livre, e que conta com o apoio do ICA e da Câmara Municipal de Elvas. A iniciativa irá decorrer todas as sextas-feiras, pelas 21h30, entre os dias 3 e 31 de julho.

A mostra irá projetar um conjunto de nove filmes, entre curtas e longas-metragens, no pátio da Casa Tangente, começando esta sexta-feira, dia 3, com a exibição de Rhoma Acans, de Leonor Teles e Peregrinação, de João Botelho.

No dia 10 de julho, será projetada a curta-metragem Filomena, de Pedro Cabeleira e a longa-metragem Tempo Comum, de Susana Nobre. Na semana seguinte, a 17, será exibido o filme de animação Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias, de Regina, e Até Que o Porno Nos Separe, de Jorge Pelicano.

Nas últimas duas sessões, serão exibidos no dia 24, os filmes Invisível Herói, de Cristèle Alves Meira, e Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos, de João Salaviza e Renée Nader Messora; e no dia 31, Trova da outra Margem do Tempo, de João P. Nunes, e o documentário Na Toca do Lobo, de Catarina Mourão.

A organização da mostra adianta ainda que irá contar com a presença da realizadora Susana Nobre, na sessão do dia 10, e dos realizadores João Salavisa e Renée Nader, na sessão do dia 24 de julho

As sessões são de entrada livre mas, devidos às regras e medidas delineadas pela Direção Geral de Saúde, sujeitas a reserva antecipada através dos contactos: geral.umcoletivo@gmail.com / 935 039 151 / 916 820 573.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia de Timothy Eberly via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.