Rui David, músico e compositor portuense, acaba de editar o seu álbum de estreia “Contraluz”. A apresentação está marcada para o dia 12 de outubro, no Auditório Carlos Paredes em Lisboa, pelas 21h30, e conta com a participação especial de Jorge Palma. “Sol da Primavera”, single que marca a edição do álbum, foi composto e interpretado em dueto com Manel Cruz – vocalista dos enormes “Ornatos Violeta”.

Para Rui David, “Contraluz” é a concretização de um sonho antigo que regista tudo o que o músico aprendeu ao longo destes anos dedicados à música. É o primeiro disco em nome próprio. Compreende 11 canções reveladoras da história de Rui David, ora nas suas próprias palavras e composições, ora com base noutros artistas tais como Jorge Palma, Manel Cruz, Carlos Tê, Miguel Araújo e Tiago Torres da Silva.

Para a gravação de “Contraluz”, Rui David foi acompanhado por Peixe, Ruca Lacerda, Eduardo Silva e Francisco Fonseca que, juntos, asseguram a unidade conceptual que é simultaneamente contemporânea e simples. À banda juntaram-se muitos outros artistas – nada como ouvir.

Rui David tem despertado o interesse do público tanto com canções da sua autoria, como com canções de outros artistas nacionais. Destaca-se pela voz e pelas interpretações que faz à guitarra. Participou em diferentes projetos de teatro, em várias colaborações de artistas, e participou também no Festival da Canção de 2018 com o tema “Sem Medo” de Jorge Palma. Enquanto autor, foi finalista do Festival Cantar Abril em 2015 com o tema original “A Casa”. Fez parte do projeto “Corasons” que inclui o tema original “Apartamento”.

Alinhamento “Contraluz”: 1) No Que Um Segundo Der Pra Viver, 2) Sem Medo, 3) Ateneu, 4) Completos Imperfeitos, 5) Sol Da Primavera, 6) Mapa Da Infância, 7) Anda Fazer A Festa, 8) Deixa, 9) A Mão Fechada, 10) Homem Novo, 11) A Casa.

(P) & (C) 2019 Rui David | Distribuído em Portugal por Sony Music

Texto de Maria Costa
Fotografia de Joana Linda

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.