A exposição individual “Não acordes o Dragão”, da artista plástica Mónica Mindelis, inaugura dia 5 de novembro na Galeria NAVE, em Lisboa.

A partir das 17h, do dia 5 de novembro, vai estar patente na NAVE a última série da obra da artista luso-brasileira Mónica Mindelis. Com curadoria de Mercedes Cerón, a série apresenta o estudo que a artista tem desenvolvido nos últimos anos, “a dualidade da vida que atravessa e condiciona todas as coisas, a partir da constatação de que a sombra precisa da luz, como o mal do bem”, lê-se em comunicado.

Nos últimos anos Mónica Mindelis tem trabalhado frequentemente em séries que partem da pintura e chegam à tridimensionalidade – e que se inspiram na investigação alimentada por textos reflexivos e literários de diferentes autores, e em particular de Gaston Bachelard.

Valdemar Ricardo Alves

“Existe uma relação dualista entre corpo e alma, e consequentemente a existência enquanto colectividade que nos conduz à reflexão de Goethe sobre o “principio da vida, que contém as possibilidades de, dos simples começos dos fenómenos, ascender à infinita e diversa multiplicidade”. É através de um “berço”, como símbolo de recolhimento do ser humano em que as emoções se debatem entre o estado de exibição e/ou de omissão, que Mónica nos posiciona no início desta série”, afirma em comunicado a Galeria que acolhe a exposição, até dia 5 de dezembro.

Local: Galeria NAVE na Travessa do Noronha 11B, ao Príncipe Real;

Horário: 17h do dia 5 de novembro, 2020.
Fotografia cedida pela Galeria NAVE