O Teatro Viriato promove, de 13 a 28 de novembro, a 9ª edição da mostra de dança New Age, New Time (NANT).

O encontro visa ser um espaço de apresentação e reflexão na área da dança, servindo de palco a artistas, coreógrafos de renome, nacionais e internacionais, bem como coreógrafos em inicio de carreira. No total estão previstas oito atividades, das quais três são estreias e uma é antestreia.

A estreia desta edição da NANT cabe a São Castro e a António M. Cabrita, diretores artísticos da Companhia Paulo Ribeiro, com “Sinais de Pausa”, no dia 13 de novembro, às 21h30. O espetáculo terá ainda outra sessão no dia 14, marcando o regresso dos coreógrafos e bailarinos à interpretação no ano em que se celebram 25 anos de atividade da Companhia Paulo Ribeiro, companhia residente no Teatro Viriato. A propósito desta estreia, o Teatro Viriato convidou Zeferino Coelho, editor da Caminho/Leya e do próprio Saramago durante quarenta e cinco anos, para vir assistir à estreia e falar da obra do escritor nobilizado, no dia 14 de novembro, no Café do Teatro.

A oficina de Paula Varanda – “Lugares do público na dança contemporânea” – será constituída por três sessões presenciais para introdução dos participantes a exercícios de memória e apreciação estética e crítica; e três sessões online de partilha de experiências, opiniões e escrita sobre as obras. Após uma fase em que os públicos foram forçados a afastar-se das salas de espetáculo, a artista procurará a resposta à pergunta “Quando o mundo da realidade física e da reunião social num Teatro se fecha, o que acontece ao lugar do público?”.

João dos Santos Martins regressa ao Teatro Viriato com a estreia de “Coreografia”, no dia 18, às 21h30, num espetáculo pensado para ser acessível para pessoas surdas e cegas e inspirado no tratado de Raoul Feuillet, teórico de dança francês do século XVIII. Já no dia 21 de novembro, será exibido em antestreia o documentário “Nada pode Ficar” – um trabalho de Maria João Guardão, que acompanhou de perto o encerramento do espaço de criação do coreógrafo João Fiadeiro, em 2019.

Em estreia está também “Faustless”, de Margarida Belo Cost, no dia 24 de novembro. Esta peça reflete sobre as representações femininas, em particular na obra “Fausto” de Goethe. O encerramento da 9ªedição da NANT ficará a cargo da Companhia Instável, com a coreografia “Timber”, no dia 27 de novembro, às 21h30.

“Apesar das alterações que foram necessárias implementar, e independentemente do tema das coreografias, a dança fala sempre do encontro físico, e em tempo real dos corpos. Abordar isto em plena pandemia é radical, é necessário, dói, e é bonito”, afirma em comunicado Patrícia Portela, diretora artística do Teatro Viriato.

Os bilhetes para a mostra podem ser adquiridos em www.teatroviriato.com. Junto da bilheteira poderá ainda ser adquirida uma assinatura que dá acesso aos cinco espetáculos da NANT, pelo valor de 20€.

Texto de Bárbara Dixe Ramos
Fotografia via Pixabay