Ao longo de uma semana, de 1 a 8 de agosto, o Porto Pianofest 2020 apresenta ao público português e internacional uma programação online – adaptada à atual conjuntura – que conta com a participação de mais de 70 pianistas de todo o mundo.

Estes mesmos pianistas foram convidados a enviar uma gravação feita de propósito para o festival que, para além da obra interpretada, incluem ainda entrevistas a cada um dos intérpretes.

As gravações serão transmitidas entre o dia 2 e o dia 7 de agosto, sendo que haverá estreias, improvisação, jazz, clássico, compositores-pianistas e pianistas da nova geração.

Neste vasto grupo incluem nomes como os de Lisa Yui, Paulo Oliveira, Jean Michel Pilc, Joana Gama, Mariel Mayz, Bruno Belthoise, João Vasco, Andrews Sill, Matti Hirvonen, Luísa Tender, Kimball Gallagher e Juan Carlos Fernandez Nieto.

Os dias do festival contarão ainda com uma performance em direto por dia,
sempre às 22h00. O festival abre no dia 1 de agosto em direto de Nova Iorque, mantendo-se por lá até ao segundo dia, com o concerto de Nuno Marques ao piano e Christine Lamprea no violoncelo.

No terceiro dia viaja até Chicago, com o pianista José Ramon Mendez, e no quarto traz ao público uma palestra pelo compositor e maestro Oscar Colominia i Bosch sobre o “Perfil de um Músico”, desde Madrid.

Para o dia 5 de agosto está reservada uma performance por Jean Saulnier,
com gravações da obra de Frederic Chopin num piano Pleyel de 1848, a partir de Montreal, no Canadá, e no dia 6 regressa a Nova Iorque para um concerto de Geoffrey Burleson.

Já o sétimo dia do festival irá juntar os jovens talentos portugueses Nuno Ventura de Sousa e Hugo Peres na Reitoria da Universidade do Porto, em direto às 19h00.

O encerramento do Porto Pianofest está marcada para dia 8, às 20h00, com um concerto do violoncelista Fernando Costa, em direto desde o novíssimo World of Wine, no Porto.

Texto de Ricardo Ramos Gonçalves
Fotografia via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.