Nos dias 13 e 15 de novembro de 2022, Loulé acolhe a conferência anual da NEMO - Network of European Museums Organizations. Portugal volta assim a ser palco deste evento 22 anos depois.

A NEMO - fundada em 1992 - é uma rede independente de organizações de museus nacionais que representam a comunidade de museus dos estados membros do Conselho da Europa - atualmente, fazem parte desta rede mais de 30.000 museus, em 40 países.

Considerando que os museus são parte integrante da vida europeia, esta entidade tem como objetivo promover o seu trabalho e valor junto dos decisores políticos, proporcionando aos museus, não só que estes façam parte de uma rede, o chamado networking, mas dando formação, informação e oportunidades de colaboração. O seu papel assenta nos quatro valores em torno dos quais se desenvolve o trabalho dos museus: os valores sociais, educativos, económicos e patrimoniais.

Todos os anos, esta conferência é recebida num país diferente. Em 2020, a conferência, que teria lugar em Rijeka, na Croácia, acabou por decorrer num formato online, com o tema "Museums Making Sense". Após um ano de interregno, Portugal (que foi parte desta iniciativa em 2000, com Lisboa) volta a ser escolhido para este encontro, desta vez com uma cidade do sul como palco. Loulé, uma das cidades algarvias que mais tem promovido a cultura, acolhe assim membros da NEMO, instituições museológicas e profissionais ligados ao setor dos museus e do património cultural de toda a Europa.

A conferência, que será organizada em colaboração com o Museu Municipal de Loulé e a Direção-Geral do Património Cultural, contará com painéis subordinados a temas pertinentes e constituindo-se como uma oportunidade de partilha para os museus participantes, visitas ao território e muito mais. O tema da conferência só será anunciado na primavera de 2022.

Texto de Patrícia Nogueira
Fotografia disponível via Unsplash

Se queres ler mais notícias, clica aqui.