Há um novo festival de música na beira interior: o festival Fatela Sónica tem a sua primeira edição marcada para o dia 26 de Outubro, a partir das 17h, no pavilhão do Anjo da Guarda, na localidade da Fatela, no Fundão.

Com o apoio da Junta de Freguesia da Fatela e da Câmara Municipal do Fundão, o evento traz à localidade da Fatela diversas bandas rock e punk, que incluem, entre outros, a histórica banda punk Mata-Ratos, em actividade desde os anos 80 e este ano a celebrar os 37 anos de existência, ou bandas da Beira Interior como os Queers of Rock and Roll, oriundos de Castelo Branco, e Gary Yamamoto & Saci Pereré, vindos do Sabugal. O Fatela Sónica receberá também bandas de outros pontos do país e bandas internacionais, como Patrulha do Purgatório, do Algarve, ou Taberna, de Vila Franca de Xira, além da banda Grito!, do Porto, ou da banda Innoppiah, da Galiza.

Além dos concertos e dos artistas musicais, o festival terá também a presença de artistas gráficos e ilustradores, como Ana Louro e M.Coelho, do Porto, apresentando também a exposição da obra gráfica de Raquel Gonçalves, da Guarda. Na zona do festival, além da presença da cerveja artesanal e de vários petiscos, com o lançamento da cerveja artesanal “Chica Fatela” agendado, será também possível fazer tatuagens e piercings, a cargo do Moth Tattoo & Piercing, de Abrantes. Será também feito o pré-lançamento do novo CD dos Queers of Rock and Roll.

O Fatela Sónica 2019 chega, assim, com o objectivo de dinamizar a localidade da Fatela, trazendo bandas e público de outras regiões, de modo a, segundo a organização, «tornar a Fatela num roteiro desejável para os que buscam a música e a arte alternativas», como pode ler-se na página de Facebook do festival.

Texto de Francisco Cambim
Fotografia de Jay Wennington disponível via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.