A Temporada Cruzada França-Portugal anuncia a promoção de cerca de 200 projetos culturais levando a terras gaulesas diversos artistas portugueses que realizarão exposições no Louvre, Tours e Marselha, assim como associações entre festivais franceses e portugueses, entre fevereiro e outubro de 2022.

A agenda começou a ser divulgada no passado dia 17 de dezembro trazendo a pianista Maria João Pires e a Orquestra da Fundação Gulbenkian, na Filarmónica de Paris, dia 12 de fevereiro, seguido por um outro concerto logo no dia 13 de fevereiro consagrado às vozes lusófonas.

No dia 14 de fevereiro, França e Portugal irão "celebrar o amor" num passeio português na capital francesa entre o edifício da Câmara Municipal de Paris e o Museu do Louvre. É durante esta temporada, diversificada entre as as suas latitudes, que o abraçar a cultura conta ainda com Joana Vasconcelos a ter “carta branca” na capela do Castelo de Vincennes, a exposição “Idade de Ouro do Renascimento Português”, no Louvre, a exposição “All I Want: Mulheres portuguesas do século XX ao século XXI”, em Tours, e uma retrospetiva de Maria Helena Vieira da Silva em Marselha.

Partindo de vários momentos de partilha cultural, acontecerá ainda um momento de reflexão no Fórum dos Oceanos, um evento organizado pelo Museu de História Nacional de Paris e a Fundação do Mar, reunindo investigadores franceses, portugueses e europeus, e ainda o Fórum da Igualdade de Género, que se vai realizar em Angers.

É ainda nesta onda de comemorações que Lisboa, Portugal e França vão celebrar em conjunto o 50.º aniversário das “Novas cartas portuguesas”.

Já na campo das artes performativas, oTheatre de la Ville, dirigido pelo lusodescendente Emmanuel Demarcy-Mota, também representante desta temporada, vai acolher vários espetáculos franco-portugueses.
Em Marselha, o Festival de Cinema Internacional vai associar-se à produtora portuguesa O Som e a Fúria, enquanto o Festival Internacional de Rochelle vai traçar ligações diretas com o Festival Iminente.

Segue-se ainda o Festival We Love Green, Clermond-Ferrand e o Festival Músicas do Mundo, em Sines, que se vai associar à temporada. O Jeu de Paume, museu de referência de cinema e fotografia, não é excepção e contará também com a presença do cineasta Pedro Costa.

No que toca à programação do Lyon BD com o Amadora BD, esta não fica para trás, unindo assim uma cooperação ao nível da banda desenhada entre os dois países.

No campo da gastronomia, no Carreau du Temple, em Paris, haverá um festival dedicado a Portugal que incluirá o programa juntamente com encontros e debates em temáticas como clima, energias renováveis, economia azul, transportes, mobilidade, cidades inteligentes, indústrias culturais e criativas e saúde.

A programação será anunciada na íntegra no evento que decorrerá dia 18 de janeiro numa conferência de imprensa em Paris.

Texto de Patrícia Silva e Lusa
Fotografia de Matteus Silva via Unsplash
Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.