O Teatro Municipal de Faro integra agora a rede de circulação nacional de espetáculos do Teatro Nacional D. Maria II por três anos, juntando-se a teatros de Bragança, Cartaxo e Portalegre que fazem já parte deste projeto.

O Teatro das Figuras, em Faro, é o novo Teatro Municipal escolhido para integrar a Rede Eunice Ageas ao longo das próximas três temporadas de programação, até 2024. Selecionado de entre uma dezena de candidaturas de todo o país, o Teatro das Figuras substitui o Teatro Municipal de Portimão, que fez parte desta rede de circulação de espetáculos do Teatro Nacional D. Maria II desde a temporada de 2017.

Lançada em 2016, e amadrinhada pela atriz Eunice Muñoz, a Rede Eunice Ageas é uma iniciativa do Teatro Nacional D. Maria II, desenvolvida em parceria com teatros municipais, com o propósito de reforçar a oferta teatral de qualidade territórios onde se deteta um potencial de desenvolvimento de públicos. Desde 2019, a rede conta com o apoio do Grupo Ageas Portugal com o objetivo de alargar a oferta teatral em geografias cada vez mais abrangentes.

A Rede Eunice Ageas abrange, atualmente, um total de quatro teatros municipais, que recebem até três espetáculos por ano, produzidos ou coproduzidos pelo D. Maria II.

Com a missão de descentralizar e promover a atividade teatral nacional, Pedro Penim, diretor artístico do Teatro Nacional D. Maria II espera que o público de Faro, e do Algarve, "acorra ao teatro, juntando-se aos milhares de espectadores que já assistiram a espetáculos da Rede Eunice Ageas um pouco por todo o país.”

Já Paulo Santos, Presidente do Conselho de Administração do Teatro das Figuras, reconhece que "integrar esta rede irá possibilitar ao público não só de Faro, mas também da região, ter acesso a um conjunto de espetáculos produzidos pelo Teatro Nacional D. Maria II de enorme qualidade, técnica e artística. Esperamos que esta parceria seja o início de um caminho que pretendemos percorrer em conjunto.”

O Teatro das Figuras, um projeto do arquiteto Gonçalo Byrne, integra uma sala de espetáculos com um palco de grandes dimensões e tecnicamente bem equipado, capaz de dar resposta à maioria das exigências artísticas do nosso tempo. O mesmo apresenta-se como um espaço de difusão das artes performativas contemporâneas, apostado em construir uma relação continuada e criativa com a comunidade onde se insere, ajudando a formar, a olhar, a pensar e a partilhar novas experiências artísticas, contribuindo para o desenvolvimento cultural da cidade, da região e do país.

A atividade do Teatro das Figuras rege-se por princípios programáticos que o pretendem situar como um equipamento multidisciplinar onde produções próprias e coproduções se devem entrelaçar com acolhimentos, onde o compromisso com a contemporaneidade não exclui recuos históricos, onde convivem produções nacionais, internacionais, regionais e locais.

A Rede Eunice Ageas abrange, atualmente, um total de quatro teatros municipais, que recebem até três espetáculos por ano, produzidos ou coproduzidos pelo D. Maria II. Cada teatro integra esta rede por um período de três temporadas de programação. Finalizado esse período, são abertas candidaturas para dar lugar a um novo teatro municipal, garantindo-se assim uma presença regular, consistente e diversificada do Teatro no território nacional. Ao longo de 5 anos, fizeram já parte da Rede Eunice Ageas 7 teatros municipais, que acolheram um total de 16 espetáculos diferentes, abrangendo milhares de espectadores em várias regiões do país.

Nesta Temporada 2021-2022, a Rede Eunice Ageas terá três espetáculos em circulação – uma produção do D. Maria II e duas coproduções: O Inesquecível Professor, espetáculo de Pedro Gil, Madalena, com direção artística de Sara de Castro e Última Hora, uma comédia de Rui Cardoso Martins com encenação de Gonçalo Amorim, estreada no D. Maria II em 2020.

Texto por Patrícia Silva
Fotografia via Unsplash
Se queres ler mais notícias, clica aqui.