De 10 a 17 de outubro, Seia acolhe a 26ª edição do CineEco, Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, que decorre na Casa Municipal da Cultura na cidade serrana. Em competição estão 77 filmes e documentários, de mais de 25 países. Ainda assim, este ano, o cinema ambiental português está em grande destaque.

Em tempo de pandemia, a 26ª edição do CineEco pretende incutir um novo olhar sobre a premente consciencialização e urgência no debate sobre os temas ambientais. Este ano, o cinema ambiental em língua portuguesa está em grande destaque, entre longas, médias e curtas-metragens, representando cerca de metade de todas as obras em competição.

A Casa Municipal da Cultura de Seia, que detém o selo Clean & Safe, está preparada para acolher o público em segurança. O acesso às salas será restrito, com a diminuição da lotação da sua capacidade total para metade. Assim, o Cineteatro poderá acolher até 170 pessoas e o Auditório até 70.

Dadas as circunstâncias, não está prevista a presença de alunos do 1º ciclo e jardim-de-infância, que habitualmente se deslocavam ao CineEco. Haverá, também, uma diminuição do número de convidados, como realizadores, elementos do júri da juventude, padrinhos, entre outros.

As Ecotalks acontecem em sala, mas por forma a limitar a lotação do auditório, serão transmitidas em simultâneo no Facebook do CineEco. Ao todo, vão ser cinco debates online, com duração de 50 minutos, sobre as temáticas atuais associadas ao cinema e ao ambiente. Todas as Ecotalks têm transmissão live, às 17 horas, no Facebook do CineEco, sem necessidade de pré-registo ou inscrição obrigatória.

Esta quinta- feira, 15 de outubro, a Ecotalks terá como tema “Cinema com escolas e novos públicos”.

O CineEco é membro fundador e faz parte da direção da Green Film Network, uma plataforma de 40 festivais de cinema ambiental. O CineEco 2020 é organizado pelo Município de Seia e conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República e do Departamento de Ambiente das Nações Unidas. Conta ainda como patrocinador principal a Lipor e com o patrocínio das Águas do Vale do Tejo.

Conhece aqui o programa completo.

O Gerador é parceiro da CineEco
Texto de Isabel Marques
Fotografia disponível via facebook CineEco

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal clica
aqui