Nuno Gama é um designer de moda português, que lançou a sua marca homónima em 1993, ano em que estreou as apresentações sazonais das suas coleções na ModaLisboaCom uma estética inspirada na cultura portuguesa, expandiu o seu objecto de criação, que vai desde as peças de vestuário, ao calçado, malas, carteiras, artigos de viagem, dedicando-se, ainda, à joalheiria. Mais recentemente, no seu espaço, Maison Nuno Gama, abriu uma barbearia. Desenha guarda-roupas para espectáculos de dança e teatro. Das suas mãos para a passerelle do mundo, os seus trabalhos já foram apresentados em feiras internacionais como o Nouvel Espace, em Parisou o Gaudí, em Barcelona, e representaram Portugal na Praga Fashion Week, Poland Fashion Week e Dragão Fashion Week (Brasil).

Numa entrevista ao Gerador contou que uma das maiores peripécias que já viveu ao longo da sua carreira foi quando um assistente se esqueceu de lhe trazer as calças da colecção de fatos que iria apresentar no ModaLisboa e que, na impossibilidade de regresso ao Porto para as ir buscar, uma vez que o evento estava quase a começar, teve que improvisar com jeans.

Nuno Gama aceitou a proposta Geradora e deu-nos a sua receita para acalmar o rebuliço natalício:

Qual o livro a oferecer neste Natal?

A versão tridimensional de O pequeno Príncipe, de Saint Exupéry.

Qual o CD a oferecer neste Natal?

Monte, de André Viamonte.

Qual o filme a oferecer neste Natal?

Avatar, para estimular o respeito pelo nosso planeta.

Qual o evento cultural a não perder neste Natal?

Sarah Affonso. Os dias das pequenas coisas, no Museu do Chiado.

O que não lhe pode faltar na mesa da ceia de Natal?

Amor, carinho e amizade.

Texto de Raquel Botelho Rodrigues
Fotografia cedida por Nuno Gama

Se queres ler mais crónicas da Pergunta da Sorte, clica aqui.