O festival Jardins Abertos apresenta uma iniciativa colaborativa e comunitária que surge como resposta à vontade de pensar e criar uma cidade mais verde. Com o apoio da Planta Livre, o festival abre assim um open call até dia 15 de agosto para todxs aquelxs que partilham o fascínio pelas plantas.

Nascido em 2017, Jardins Abertos nasce como resposta à vontade de "promover uma conexão forte e positiva com a natureza", aliando a sustentabilidade ao contexto urbano. Este ano, assinala mais uma edição de Verão entre os dias 4, 5, 11 e 12 de setembro, contando com uma série de iniciativas gratuitas para o público - workshops/oficinas, concertos, ciclo de curtas/longas metragens em parceria com o Eco-cine, exposições e varandas verdes - e uma programação voltada para os jardins da cidade de Lisboa.

As varandas verdes são fachadas de prédios em lisboa que em concordância com todos os condóminos do prédios a organização dos Jardins enche de plantas.  

Com o objetivo de "verdejar" mais quatro fachadas lisboetas nos dias de festival, as varandas verdes desta edição aguardam candidaturas até dia 15 de agosto. Tendo a iniciativa surgido em plena pandemia, as atividade decorrem à distância, cumprindo-se assim todas as normas e orientações da Direção-Geral de Saúde: os participantes permanecem nas suas varandas e as instruções para o plantio são dadas através do recurso a um megafone — mantêm-se o distanciamento físico, enquanto se promove a aproximação social.

Para efetuar a inscrição é necessária a identificação de um coordenador do prédio, bem como a garantia da disponibilidade de todos os moradores do prédio. A organização procura comunidades de vizinhos que partilhem entre si o fascínio pelas plantas e o respeito pela natureza. O formulário está disponível para preenchimento, aqui.

Recorde-se que em 2020, foram criados nove jardins verticais em diferentes bairros da cidade de Lisboa e mais quatro na primavera de 2021.

Texto por Patrícia Silva
Fotografia de Sara Moinhos

Se queres ler mais notícias, clica aqui.