Entre os meses de julho e agosto, as Ruínas Romanas de Tróia promovem diversas iniciativas convidando turistas e residentes a descobrir os encantos e a História que ali se viveu.

De 17 de julho a 28 de agosto, todas as quartas-feiras, as Ruínas transformam-se no cenário improvável de sunsets musicais que se aliam a uma prova de vinhos, que decorrem das 18h às 19h20. Dia 24 de julho, os ritmos do Trio de Guida Palma serão acompanhados da Adega Venâncio da Costa Lima. No último sunset do sétimo mês do ano, os vinhos da Quinta Brejinho da Costa, regam a musicalidade da fadista Susana Almeida.

Já em agosto, no dia 7, o trio Maria João Matos será apreciado ao sabor dos vinhos da Adega Filipe Palhoça Vinhos. No dia 14, o fado regressa às Ruínas com Deolinda de Jesus e os vinhos da galardoada Casa Ermelinda Freitas. O Trio Diana Cravo e a Adega da Herdade da Comporta estão encarregues do evento no dia 21 de agosto, enquanto o Trio São Silva e a Adega A Serenada encerram o ciclo no dia 28 do mês.

Durante o mês de agosto, um astrónomo da Sky4all e a equipa de arqueologia de Tróia, juntam-se para quatro sessões de Noite de Estrelas, nos dias 2, 3, 23 e 24, às 21h30, durante as quais se contarão histórias sobre os mitos e lendas associados ao nome das constelações e os planetas visíveis no céu. “Há 2000 anos, romanos e gregos acreditavam que as histórias dos seus deuses e heróis estavam escritas nas estrelas. As constelações eram imagens de histórias míticas, como a história da donzela que foi castigada por se ter enamorado de Zeus e transformada na Ursa Maior, ou a história de Zeus que se transformou em cisne para enganar a ninfa Némesis.”

Todas as quartas-feiras e sábados, de julho e agosto, às 10h30, as Ruínas abrem as portas para visitas guiadas pela equipa de arqueologia de Tróia, convidando os visitantes a descobrir o quotidiano de há mais de 2000 anos atrás, em que “outrora Tróia terá sido o maior centro de produção de salgas de peixe do Império Romano”.

Através do endereço de email arqueologia@troiaresort.pt, poderá obter mais informações e realizar inscrições para as diversas atividades propostas.

Texto de Rita Matias dos Santos
Fotografia de ©Ruínas Romanas de Tróia

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.