Mesclado por Lourenço Crespo

Quando a música dos amigos é boa é a melhor.

1- Jawls – Para seguir

Nesta banda sonora de sonho, cada passo à frente conta como dois para trás, para seguir.

2- Rabu Mazda – txuca

Estás triste? Bota a txuca do mastah! Estás contente? Bota a txuca do mastah  com frio? Bota a txuca do mastah! Oh! Tas pissed?! Bota a txuca do mastah a vacilar? Não tás a ouvir mastah producer Rabu Mazda the Mastah??? …. suspeito

3- Éme – Passa-se alguma coisa estranha aqui

O prodígio Éme mal tinha começado e já previa o futuro de toda a gente

4 – Primeira Dama – Cantiga de sala

É um dramalhão ser jovem

5- B fachada – Tradição

“bem mais bonito é vir do próprio coração”

6 – Luís Severo – Lábios de Vinho

Desde o lançamento que não saiu do meu  mp3. A Moxila tem uma versão desta canção no facebook, tão boa ou melhor

7 – Pe$to – Chyall

Lenda de Alfornelos. Música do topo da colina, com um vídeo lindo a acompanhar.

8- Sallim – não vale a pena pensar
Das poucas ou, se calhar, a única canção não criada num prédio, num andar ao lado de outro andar, por cima de outro, debaixo do telhado. De passagem, por comboio, numa vivenda ao lado do rio.

9- Mer – Caviar

A festa sai toda do teclado e, directa para a cassete, com a mary cantando de dentro por cima.

10- Putas Bêbadas – Dusty

Suores de testosterona, guitarras em modo caméámé, lindos vocais e letra do carismático.
“O Dusty vai a rua
Ele vai lá mandar a sua
Vai deixar um cagalhão

Para depois com um saco de plástico
Eu meter lá a mão”