fbpx

Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

António Grosso: “A Igreja não vai ativamente ao encontro das vítimas [de abuso sexual]”

António Grosso, fundador da Associação Coração Silenciado, que apoia vítimas de abusos no seio da Igreja Católica, é o convidado desta Entrevista Central.

Texto de Sofia Craveiro

Apoia o Gerador na construção de uma sociedade mais criativa, crítica e participativa. Descobre aqui como.

A falta de coerência por parte da Igreja Católica face aos relatos de casos de abuso sexual e a postura inativa da mesma no que respeita à atribuição de indemnizações foram aspetos fortemente criticados por António Grosso. “A Igreja Católica não devia estar sentada na poltrona à espera que o mendigo passasse, que as pessoas vão pedir indemnizações”, frisou o co-fundador da Associação Coração Silenciado.

Nesta entrevista, gravada no final de maio - antes de o grupo Vita revelar que subiu para 39 o número de vítimas que requereram compensação financeira -, o porta-voz, que também sofreu abusos no seio de instituições religiosas, sublinhou ainda que todas as vítimas deviam receber uma indemnização de igual valor, ao invés da quantia ser calculada caso a caso. “Se o sofrimento não tem preço, também não tem tamanho nem medida”, diz.

Falando sobre o seu caso concreto, onde relatou os abusos que sofreu em criança, António Grosso frisou ainda que a violência exercida por elementos da Igreja Católica não era apenas sexual, já que eram comuns casos de agressões e maus tratos por negligência, nomeadamente ao nível da alimentação.

Pela gravidade do sucedido, o porta-voz da Associação Coração Silenciado critica também as prescrições dos crimes cometidos e indigna-se perante a utilização desse argumento. “Como é que a Igreja pode vir alegar prescrições do Direito civil, ou mesmo do Direito canónico, para uma coisa que foi tão pecado em 1960, como é em 2020?

Se este artigo te interessou vale a pena espreitares estes também

22 Julho 2024

Mescla com Marta Lima

15 Julho 2024

Mescla com April Marmara

8 Julho 2024

Mescla com Strereossauro

5 Julho 2024

Beber um copo com Benjamim e todas as suas identidades

1 Julho 2024

Mescla com Mimi Froes

24 Junho 2024

Mescla com Lana Gasparøtti

20 Junho 2024

Catarina Molder: “A preparação seja do que for implica 80% de trabalho árduo e 20% de ribalta”

17 Junho 2024

Mescla com Dreia

13 Junho 2024

Joacine Katar Moreira: “Eu não imaginei nunca o isolamento a que a esquerda me votou”

10 Junho 2024

Mescla com Monday

Academia: cursos originais com especialistas de referência

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Iniciação ao vídeo – filma, corta e edita [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Soluções Criativas para Gestão de Organizações e Projetos [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Escrita para intérpretes e criadores [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Narrativas animadas – iniciação à animação de personagens [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Jornalismo e Crítica Musical [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Viver, trabalhar e investir no interior [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Comunicação Cultural [online e presencial]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Financiamento de Estruturas e Projetos Culturais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Criação e manutenção de Associações Culturais (online)

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Planeamento na Produção de Eventos Culturais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Fundos Europeus para as Artes e Cultura II – Redação de candidaturas [online]

Duração: 15h

Formato: Online

30 JANEIRO A 15 FEVEREIRO 2024

Introdução à Produção Musical para Audiovisuais [online]

Duração: 15h

Formato: Online

Investigações: conhece as nossas principais reportagens, feitas de jornalismo lento

22 Julho 2024

A nuvem cinzenta dos crimes de ódio

Apesar do aumento das denúncias de crimes motivados por ódio, o número de acusações mantém-se baixo. A maioria dos casos são arquivados, mas a avaliação do contexto torna-se difícil face à dispersão de informação. A realidade dos crimes está envolta numa nuvem cinzenta. Nesta série escrutinamos o que está em causa no enquadramento jurídico dos crimes de ódio e quais os contextos que ajudam a explicar o aumento das queixas.

5 JUNHO 2024

Parlamento Europeu: extrema-direita cresce e os moderados estão a deixar-se contagiar

A extrema-direita está a crescer na Europa, e a sua influência já se faz sentir nas instituições democráticas. As previsões são unânimes: a representação destes partidos no Parlamento Europeu deve aumentar após as eleições de junho. Apesar de este não ser o órgão com maior peso na execução das políticas comunitárias, a alteração de forças poderá ter implicações na agenda, nomeadamente pela influência que a extrema-direita já exerce sobre a direita moderada.

A tua lista de compras0
O teu carrinho está vazio.
0