Alexandre Cortez quase que se licenciou após 10 anos de frequência em Engenharia Civil e Arquitectura. Foram a música e as boas companhias que o desviaram de uma carreira provavelmente falhada. 

Aos 23 anos iniciou uma actividade profissional de que hoje muito se orgulha; é músico nos hibernados Rádio Macau e em paralelo desenvolve vários projectos que juntam a música à palavra, destacando a Lisbon Poetry Orchestra como a sua grande paixão actual. É também programador e produtor cultural na empresa que fundou há 10 anos, a Cultural Trend Lisbon (Musicbox, Povo, Festival Silêncio).

[fontawesome icon="fa-long-arrow-right" circle="no" size="small" iconcolor="#333333"]www.musicboxlisboa.com

[fontawesome icon="fa-facebook" circle="no" size="small" iconcolor="#333333"]www.facebook.com/alexcortezpinto

[fontawesome icon="fa-long-arrow-right" circle="no" size="small" iconcolor="#333333"]www.ctlisbon.com