Em Loulé, a Mákina de Cena / MdC Jazz e o Cine Teatro Louletano celebram o Dia Internacional do Jazz, 30 de abril, apresentando ao mundo o mais recente colectivo de jazz algarvio, CAL Jazz Collective.

Em novembro de 2011, a UNESCO designou oficialmente o dia 30 de abril como o Dia Internacional do Jazz, a fim de destacar o jazz e o seu papel diplomático na união das pessoas pelo mundo inteiro. No 10º Dia Internacional desta forma de arte, reconhecida por promover a paz, a Mákina de Cena/MdC Jazz e o Cine Teatro Louletano juntaram-se para o celebrar, trazendo a Loulé o primeiro colectivo de jazz da cidade. O projeto CAL Jazz Collective apresenta-se assim, em estreia absoluta, com a participação de um dos grandes mestres do jazz português, Zé Eduardo, combinando tradição e contemporaneidade ao melhor ritmo jazzístico, num momento que promete ser inesquecível para os amantes deste género musical.

O CAL (Centro Algarve) Jazz Collective, é um projeto assinado pela associação cultural Mákina de Cena, tendo em vista a estimulação da criação de conteúdos jazzísticos no Algarve e a agregação de músicos de vários pontos da região, numa formação inédita. "O CAL representa mais um passo no caminho da emancipação do Algarve enquanto território de criação, não só a nível do jazz, mas das artes performativas em geral. Num momento em que as formações
são cada vez mais pequenas, por razões económicas, poder juntar uma equipa deste tamanho e desta qualidade é, sem dúvida, uma vitória para o jazz algarvio.", refere Marco Martins, diretor artístico do projeto.

CAL Jazz Collective

O grupo louletano é composto por Marco Martins, na direção artística e no baixo, Sara Badalo na voz, Leon Baldesberger no trompete, Luís Domingos Miguel no saxofone, Alexandre Dahmen no piano e Maximiliano Llanos na bateria, todos com percursos peculiares tanto nacional, como internacionalmente. o CAL Jazz Collective reflecte na sua música a maturidade e cruzamento de linguagens de cada um dos seus membros, valorizando a composição e criação de temas originais, bem como a reinterpretação e arranjo de jazz standards. “São os primeiros passos para a criação de um coletivo profissional de Jazz, sediado em Loulé pela mão da Mákina de Cena, com um formato aberto, vocacionado não apenas para a criação, mas também para a formação, promovendo a rotatividade e inclusão de novos músicos e convidados, adaptando-se e renovando-se a cada desafio”, acrescenta Marco Martins.

O concerto será no Cine Teatro Louletano pelas 19h e custa entre 6€ a 8€.

Local: Cine Teatro Louletano;

Horário: Dia 30 de abril pelas 19h

Bilhete: 6€/8€

Fotografia cedida por A Mákina de Cena
Mákina de Cena