Uma convocatória europeia para projetos inovadores de Ópera, outra para mulheres realizadoras ou produtoras com um projeto de documentário, ou ainda um programa que pretende facilitar a contratação de atores portugueses com idade até 30 anos ou com mais de 60, por parte dos produtores do audiovisual, são algumas das iniciativas a que te podes candidatar.

Open call projectos inovadores de Ópera - Rede ENOA

enoa - European network of opera academies, cofinanciada pelo Europa Criativa, lançou uma convocatória para o seu novo programa "Opera Creation Journey". A rede europeia pretende apoiar até dez projetos com novas narrativas, formas e estética que encarnam a diversidade do mundo atual, trazidos por equipas criativas de todas as proveniências artísticas.

O objetivo é permitir que alguns destes projetos, apoiados pelo enoa, sejam encomendados e produzidos por membros do enoa e pelos seus parceiros.

Uma equipa criativa diversificada em que, pelo menos, uma pessoa é de um grupo sub-representado na ópera e em que há, pelo menos, um compositor ou criador musical são alguns dos critérios a ter em conta nesta convocatória. Os intérpretes são bem-vindos desde que se candidatem como criadores ou líderes de projeto.

Open call para CIRCLE Women Doc Accelerator 2021

Até 28 de fevereiro estão abertas as candidaturas ao CIRCLE Women Doc Accelerator 2021. Serão selecionadas até 12 realizadoras ou produtoras com um forte projeto de documentário criativo e que pretendam atualizar competências profissionais, desenvolver os filmes com especialistas e apresentá-los a um público profissional mais vasto.

O CIRCLE Women Doc Accelerator 2021 é organizado pela Wake Up Films, em parceria com When East Meets West, EWA Network, Syndicado Film Sales, Cineuropa e apoiado pelo Fundo Eurimages, no âmbito da estratégia de igualdade de género). Mais

Continua aberto o I-Portunus com apoios à mobilidade artística

Estão abertas as candidaturas à segunda fase do I-Portunus, projeto-piloto de apoio à mobilidade para artistas e profissionais da cultura, financiado pelo Europa Criativa. Até à data, foram lançadas as convocatórias para o setor da tradução literária, música, arquitectura e património Cultural.

Como características transversais a todas as convocatórias, os fundos destinam-se a apoiar a mobilidade a curto prazo no contexto de colaboração internacional; uma residência orientada para a produção de um projeto;  atividades de desenvolvimento profissional.

Com duração da mobilidade entre 7 e 60 dias, a bolsa máxima por candidato é de três mil euros.

Programa Contratação+ na Fundação GDA

O Programa Contratação+ visa criar mais oportunidades para o exercício da atividade profissional dos atores até aos 30 anos e a partir dos 60, menos favorecidos pelas condições existentes nas áreas do cinema e da televisão, facilitando a sua contratação por parte dos produtores do audiovisual.

O programa destina-se a atores e atrizes profissionais de nacionalidade portuguesa, ou com residência fiscal em território nacional, com idade igual ou inferior aos 30 e a partir dos 60 anos.

Apenas são elegíveis profissionais que não tenham rendimentos declarados provenientes do setor audiovisual nos últimos 12 meses superiores a cinco mil euros, nem tenham auferido um rendimento anual, no último ano fiscal, superior a 20 mil euros ilíquidos, não se aplicando igualmente aos atores que fiquem com papéis de protagonistas nas obras candidatas aos apoios.

Promovido pela Fundação GDA e a GEDIPE – Associação para a Gestão Coletiva de Direitos de Autor e de Produtores Cinematográficos, o Programa Contratação+ foi criado para responder a uma preocupação partilhada por ambas as entidades, e que emerge da precariedade do mercado de trabalho para os atores no setor das artes, nomeadamente para os atores e atrizes até aos 30 e a partir dos 60 anos.

O projeto consiste na criação de uma base de dados online para facilitar a seleção dos atores por parte dos produtores e responsáveis artísticos do sector do cinema e da televisão, através da concessão de apoios financeiros destinados à remuneração dos artistas contratados.

Candiaturas abertas para a Music Tech Europe Academy

Até 15 de março, estão abertas as candidaturas para este projeto lançado pelo Music Innovation Hub (IT) e o Media Deals (DE) , e que pretende desenvolver o ecossistema europeu da music-tech, através do apoio a profissionais, startups e PMEs em toda a Europa.

Cofinanciado pela Acão Preparatória Music Moves Europe da Comissão Europeia, a Music Tech Europe Academy pretende descobrir profissionais music-tech, empreendedores, startups e PMEs que utilizam tecnologias, tais como Inteligência Artificial, Machine learning, Blockchain, VR, AR, áudio 3D ou Meta Data, para criar soluções sustentáveis para o setor da música.

Os dez participantes selecionados beneficiarão de um programa de sete meses de tutoria online, com especialistas da indústria da música e tecnologia; reuniões exclusivas com fundadores e gestores incontornáveis da indústria da música; três dias de Hybrid Academy em Milão, onde terá também lugar sessões de pitch com potenciais investidores.

Inscrições abertas para o Digital Production Challenge II

Estão abertas as inscrições para o workshop Digital Production Challenge II, que propõe a dotar os participantes de ferramentas para melhorar o fluxo de trabalho na produção de um projeto audiovisual para cinema, televisão ou streaming.

Organizado pelo FEST e orientado por um conjunto de profissionais com carreiras internacionais consolidadas, o workshop decorrerá online, entre 29 de março e 1 de abril, e terá três bolsas de estudo para entregar a candidaturas portuguesas.

O prazo de candidaturas com projeto é 18 de fevereiro e para candidaturas sem projeto é 28 de fevereiro. 

A iniciativa conta com o apoio do Europa Criativa MEDIA, na linha de financiamento a ações de formação.

Se quiseres saber mais sobre este tema, espreita o curso Fundos Europeus para as Artes e Cultura da Academia Gerador.
Informação reunida e partilhada por Francisco Cipriano
Adaptação do texto de Flávia Brito
Fotografia de Chay García

Se queres ler mais reportagens sobre a cultura em Portugal, clica aqui.