Ao longo das próximas semanas, o Centro de Artes de Águeda (CAA) vai promover uma série de iniciativas online. O objetivo é "motivar «e-ncontros» e provocar um discurso e espírito crítico, reflexivo e imaginativo". "Ver para lá da cortina, perceber quem são, o que fazem e como o fazem" é a premissa base.

Semanalmente, o podcast “A Chaminé”, autóctone em toda a sua génese, dará voz, palco e um novo público, aos artistas locais de Águeda. Todas as quartas-feiras, às 19h30, este será o ponto de encontro para uma conversa amena e descontraída, com o elenco das pessoas que criam, cultivam e vivem o concelho.

O primeiro episódio é com Paulo Zé Neto, artista multidisciplinar e multi-instrumentista, que desenvolve o seu trabalho como diretor artístico, músico, compositor, ator e pedagogo.

Outra iniciativa é o ciclo de conversas “Em Palco com...”, que convida personalidades ligadas à atividade cultural portuguesa, cujo trajeto passou ou passará pelo Centro de Artes de Águeda. São músicos, atores, encenadores, coreógrafos e curadores que, com o CAA, procuram democratizar o caráter transformador da arte e da cultura.

Marco Paiva é o primeiro convidado desta rubrica que acontece semanalmente aos sábados, às 21h, nas redes sociais do CAA.

O Centro de Artes de Águeda decidiu também criar uma visita virtual à exposição “Mais nada se move em cima do papel”, com narração de Alexandre Baptista, o diretor artístico do Ciclo "O Desenho como Pensamento".

Com curadoria de Sara Antónia Matos, a exposição reúne trabalhos de vários artistas de renome que pretendem abordar a prática do desenho de diferentes formas, reforçando a interdisciplinaridade nela presente.

 Por fim, o projeto educativo "«Desenhar»: A partir de fragmentos" propõe aos mais pequenos que realizem alguns trabalhos plásticos relacionados com essa mesma exposição.

Todas as segundas-feiras, às 19h30, são divulgados vídeos de curta duração com a apresentação de fragmentos visuais de obras de alguns artistas expostos, bem como orientações importantes para o desenvolvimento dos trabalhos.

As crianças e jovens são convidados a enviar o resultado dos seus trabalhos para caa.educativo@cm-agueda.pt, de forma a que possam ser partilhados nas redes sociais do CAA.

Texto por Flávia Brito
Fotografia de João Roldão

Se queres ler mais reportagens sobre a cultura em Portugal, clica aqui.