Com o valor monetário de 500 euros, as bolsas pretendem apoiar a criação artística e promover jovens talentos, com idade até 30 anos, residentes no distrito. As candidaturas estão abertas até 25 de setembro.

Destinadas a artistas, criadores ou ativistas, as bolsas abrangem as áreas da literatura, música, artes performativas, artes plásticas ou de formação. As propostas selecionadas serão integradas na programação do Festival Política de Braga, que se realiza entre os dias 15 e 17 de outubro, sob o tema do ambiente.

Esta é uma iniciativa da associação Isonomia, responsável pelo conceito do festival, com o apoio do Instituto Português do Desporto e Juventude, IP. Consulta o regulamento aqui.

Cartaz do Festival Política 2020, via website oficial

Ao longo de três dias, o Centro da Juventude de Braga vai receber uma programação composta por filmes, debates, performances e outras formas de expressão artística, que pretendem "alertar os cidadãos para os desafios que representam as alterações climáticas, bem como para a necessidade de mudar comportamentos em prol de uma vida e mundo mais sustentáveis", pode ler-se em comunicado.

Para Rui Oliveira Marques, diretor artístico do festival, "é público e notório que, em Portugal, o ambiente nunca deixou de ser um parente pobre na estrutura das políticas públicas, portanto, prevê-se que a crise provocada pela Covid só vá agudizar essa realidade, apesar de todos sabermos que a sustentabilidade ambiental é indissociável da sustentabilidade social e económica, sendo aquela até um corolário destas." O responsável fala, ao Gerador, da necessidade de haver mais pressão social, vinda de todas as gerações e não limitada a eventos pontuais.

A realizar-se desde 2017, o Festival Política tem como objetivo aproximar as pessoas da política, promovendo uma maior consciência também social, sobretudo nas gerações mais novas. "Bem sabemos que os jovens portugueses entre os 15 e os 24 anos estão, no plano europeu, entre aqueles que menos participam eleitoralmente (voto) e a sua participação noutras formas de atividade política não convencionais (como ONGs) é muito baixa", diz Bárbara Rosa, também diretora artísticas do festival.

Mas nem tudo são más notícias. De acordo com a mesma, " o cenário ganha alguma luz quando constatamos que os jovens  estão a escolher outras formas de participação e o envolvimento em torno da crise climática é disso um bom exemplo: as redes sociais e os protestos públicos são os palcos escolhidos pelas gerações mais novas para se fazerem ouvir e marcarem uma posição política, como bem demonstrou o movimento universal  Fridays for Future que também contagiou Portugal".

Atualmente, a iniciativa acontece em Lisboa, Braga e Évora. O Festival Política Braga conta com o apoio da Câmara Municipal de Braga e da InvestBraga.

Texto de Flávia Brito
Fotografia via Unsplash

Se queres ler mais notícias sobre a cultura em Portugal, clica aqui.
Festival Política tem abertas as candidaturas para bolsas de criação para residentes em Braga