Dinamizado pela Boca - Associação Cultural, o Futurama - Ecossistema Cultural e Artístico do Baixo Alentejo é um projeto dedicado às artes e à cultura cujo objetivo é refletir “uma esperança de futuro para a região”, através de residências artísticas e iniciativas com alunos e grupos corais. A iniciativa decorre a partir do maio nos concelhos alentejanos de Beja, Castro Verde, Mértola e Serpa.

Dialogar entre espaços, territórios artísticos e públicos em Beja, Castro Verde, Mértola e Serpa é a base para que o projeto cultural e artístico reflita sobre as nuances e aas oportunidades futuras que se aproximam, “o primeiro impulso [do projeto] é mesmo criar uma coesão territorial entre municípios de uma mesma sub-região, em que muitas das vezes não há uma ligação ao nível de uma agenda comum a nível cultural e artístico", afirmou John Romão, diretor artístico em entrevista ao Diário do Alentejo.

cartaz

Com uma perspetiva a longo prazo, a transdisciplinaridade é o mote para a reflexão entre as diferentes disciplinas artísticas. É também nesta ótica que o projeto apresenta quatro atividades diferentes, entre elas residências artísticas, que terão lugar nos quatro municípios e onde os artistas convidados desenvolverão novas criações inspiradas no património cultural, natural ou humano local.

As residências artísticas têm como programadores associados Filipa Oliveira (artes visuais), Rui Horta (artes performativas), Luís Fernandes (música e arte digital) e Joana Gusmão & Nuno Lisboa (cinema).

“Cantexto”, “Constelações”, "Futurama Sub25" e "A Revolução Somos Nós" são também iniciativas que compõem a programação do "Futurama" e que também se cruzam com uma vertente educativa.

"Constelações" é a iniciativa que se assinala no mês de maio prolongando-se até outubro. Dedicadas à proximidade e à circulação dentro e entre municípios, promove um diálogo entre as práticas culturais tradicionais e as práticas artísticas contemporâneas. Desenvolve-se em três categorias: Oralidade, Visualidade e Fisicalidade.

  • CONSTELAÇÃO DA ORALIDADE acontece a 22 de maio, no Centro de Artes de Castro Verde. Conta com a presença de Pedro Mestre (ensaiador de Cante Alentejano) e o artista Carincur;
  • CONSTELAÇÃO DA VISUALIDADE, decorre no dia 31 de julho, LPN – Centro de Educação Ambiental do Vale Gonçalinho / Campo Branco (Castro Verde). Conta com a presença de João Pedro Rodrigues & João Rui Guerra da Mata Data (cinema);
  • CONSTELAÇÃO DA FISICALIDADE, assinala-se a 23 de outubro, em Beja, com a presença de Cláudia Dias (Dança).

Local: Castro Verde, Serpa, Mértola e Beja.

Horário: a anunciar programação completa.

Fotografia retirada do Facebook Futurama - Ecossistema Cultural e Artístico do Baixo Alentejo