Amanhã, 4 de abril pelas 16h, subimos ao palco do Instagram do festival Iminente, batizado nesta edição especial de Iminente Emergency, para conversar com a Marta Bateira, mais conhecida pela personagem que criou com o nome Beatriz Gosta, sobre cultura em tempos de pandemia.

Numa altura em que deixamos de poder usufruir de muitos locais onde a cultura acontece, será que a cultura é posta em causa? Este é o momento mais importante de sempre para pensar na relevância da cultura para todos, como nos propusemos a fazer já ao longo das últimas semanas com uma série de ideias que andamos a levar para o nosso site e redes sociais. Agora, alargamos a discussão a um outro palco. A moderação desta conversa, que será transmitida em direto, fica nas mãos da Carolina Franco, jornalista do Gerador.

O Iminente Emergency, com curadoria de Vhils e da plataforma Underdogs, convocou artistas e entidades de várias dimensões artísticas para um evento de angariação de fundos para o Centro Hospitalar e Universitário Lisboa Central e o Centro Hospitalar e Universitário de São João, os dois hospitais de referência no tratamento do COVID- 19 em Portugal. A totalidade dos fundos angariados será repartida em partes iguais entre os dois hospitais. Podes contribuir aqui.

Descobre aqui o programa completo do Iminente Emergency

16h00: Gerador convida Beatriz Gosta – Talk, “Como podemos fazer cultura para todos num cenário de pandemia?”
16h35: Hugo Oliveira – Concerto
17h05: ±MaisMenos± – Performance, “O futuro é passado no presente”
17h15: Julinho KSD – Concerto
17h50: Mariana Barros – Performance “Virtuose”
18h25: Prétu – Concerto
19h00: Piny – Dança, “Corpo em resistência em tempo de confinamento”
19h35: Tamara Alves: Artes Visuais – Live painting
20h10: Ana Moura – Concerto
20h40: ±MaisMenos± – Performance, “O futuro é passado no presente”
20h45: Mayra Andrade – Concerto
21h20: Mucha x Wilson Core – Dança, B-boys battle
21h30: Dino D’Santiago – Concerto
22h05: Shaka Lion – Concerto
22h40: DJ Marfox – Concerto
23h15: ±MaisMenos± – Performance, “O futuro é passado no presente”

Créditos – fotografia de Sandro Dias