A iniciativa RHI-Revolution Hope Imagination regressa a Portugal para uma 3ª edição. A partir de 23 de junho, 13 cidade portuguesas recebem eventos para promover novos modelos de negócio para as Artes e Cultura.

É já um evento de referência no panorama cultural nacional e está de regresso para uma terceira edição que consolida o trabalho desenvolvido nas edições passadas. Entre 23 de junho e 4 de julho, o RHI - Revolution, Hope, Imagination, iniciativa criada pelo Arte Institute de Nova Iorque para promover novos modelos de negócio para as artes e cultura contemporânea, leva a Évora, Cascais, Lisboa, Torres Vedras, Alcobaça, Leiria, Loulé, Faro, Porto, Vidigueira, Ponte de Lima, Braga, Funchal um programa diversificado que cruza os setores da Arte & Negócio e da Cultura & Turismo, revelando e aproximando os seus agentes.

Entre palestras, workshops e showcases, entre outras iniciativas, Portugal recebe nomes sonantes do panorama musical e artístico mundial, destacando-se David Chavez, programador e curador de um palco de referência em Chicago, nos Estados Unidos, o Millennium Park Music Series; Mickela Mallozzi, apresentadora e produtora executiva da série Bare Feet, exibida pela cadeia televisiva PBS e Maure Aronson, fundador da Global Arts Live, organização não governamental que promove a melhor música internacional, dança contemporânea e jazz mundiais nos palcos de Boston, EUA.

Depois do sucesso de edições anteriores, o RHI - Revolution Hope Imagination volta a promover um Call for artists para o RHI Stage, a decorrer até 4 de julho.  Criada no início da pandemia como forma de dar um palco a artistas que viram os seus concertos cancelados, a plataforma dá aos artistas a possibilidade de exporem os seus trabalhos a uma comunidade global e, simultaneamente, ao público, a oportunidade de renumerar os artistas pelo seu trabalho.

Através da APP RHI Think, disponível na playstore e applestore, é possível acompanhar a programação do lançamento dos vídeos dos artistas e valorizar o seu trabalho, pagando o valor que que cada um considerar justo por cada espetáculo. Cada performance terá uma duração aproximada de 20-30 minutos e manter-se-á disponível para visualização na plataforma e marketplace. Os espetáculos são gratuitos, no entanto, o valor recebido por cada performance reverte, na totalidade, para cada artista.

As candidaturas recebidas serão avaliadas por um júri multifacetado - John Gonçalves (Gift), Fernando Duarte e Solange Melo (das áreas da dança e literatura, respetivamente) -, a quem caberá a escolher os showcases a disponibilizar, durante o mês de agosto, na plataforma do RHI. 

A iniciativa é aberta a profissionais das mais diversas áreas culturais - música, dança, literatura, teatro, artes plásticas, etc., devendo os interessados submeter a sua candidatura e showcases, aqui.

O programa completo pode ser consultado aqui , e , para além das reservas serem gratuitas, é possível também aderir ao Membership Anual do RHI do qual pode ter vários benefícios – a público e profissionais – nos eventos da iniciativa durante 12 meses.

Local: Todo o país
Horário: Não aplicável
Preço: Gratuito.
Fotografia da cortesia do RHI - Revolution Hope Imagination