O artista plástico José de Guimarães vai revelar um conjunto de instalações inéditas e peças de arte africana da coleção pessoal, na exposição “Dioramas”, que é inaugurada na próxima sexta-feira, dia 27 de novembro, na Ermida Nossa Senhora da Conceição, em Lisboa.

Sobre a exposição, que acontece no âmbito da programação do Projecto Travessa da Ermida, em Belém, a investigadora e curadora Marta Jecu escreve, num texto divulgado pelo projeto, que o princípio do diorama adotado por este artista “é uma provocação de lugares-comuns transportados e reforçados pela disciplina da museologia”.

O diorama é um modo de apresentação artística tridimensional, muito realista, de cenas da vida real, cujo conceito foi inventado por Louis Daguerre, no século XIX, ao criar um tipo de apresentação destas cenas em forma rotativa, com os “antes e depois” de um acontecimento.

Local: Ermida de Nossa Senhora da Conceição, Travessa do Marta Pinto 21, Lisboa
Horário: das 14h às 18h
Preço: Entrada livre
Fotografia de Dariya Susak via Unsplash
Travessa da Ermida regressa com duas exposições simultâneas