A Galeria das Arcadas da Federação Portuguesa de Comunicação (FPC) recebe, até ao dia 30 de outubro, "Mechamorphic", uma exposição de Soraia Domingos, que decidiu dar uma segunda vida a materiais que já não tinham uso.

Reaproveitar material em desuso e dar-lhe uma nova vida, foi o desafio lançado a Soraia Domingos, técnica superior em gestão de património postal e de telecomunicações, no Museu das Comunicações, após uma reformulação dos espaços e abate de diversos materiais da Reserva Museológica do Património Postal e Telecomunicações da Fundação Portuguesa das Comunicações (FPC). Do desafio, nasceu o quadro “As Engrenagens da Cidade”, o ponto de partida para novos aproveitamentos e reutilizações de peças e partes de equipamentos de telecomunicações, agora reunidas na exposição “Mechamorphic”, que estreou no dia 5 de abril.

Fotografia cedida pela Fundação Portuguesa das Comunicações

O nome "Mechamorphic", nasceu da junção das palavras “mechanic”- "Mêcanica", a ciência que estuda as máquinas, desde a sua construção até ao seu funcionamento -, e “metamorphic” - "Metamórfico", um adjetivo relativo ao processo de metamorfose. A “mecânica” está presente nos trabalhos apresentados na exposição de uma forma mais clara, enquanto a “metamorfose” é vista no renascimento das peças, como um novo olhar, um novo propósito sobre as mesmas. O público pode assim reconhecer peças e ver como ganharam uma nova vida,tal como a lagarta que se transforma em borboleta.

Local:  Galeria das Arcadas da Federação Portuguesa de Comunicação
Horáriode 5 de abril a 30 de outubro
Preço: Gratuito
Fotografia cedida pela Fundação Portuguesa das Comunicações
Mechamorfic