Sete artistas unem-se em sete gabinetes desconfinados, de 16 de janeiro a 31 de março, numa mostra no Museu das Artes de Sintra (MU.SA) para expressarem “os estados de espírito e sentimentos sem limitações” do “momento peculiar que todos nós estamos a viver com a Pandemia”.

“Se o isolamento social e as quarentenas são inquestionavelmente eficazes na contenção e mitigação de uma pandemia, são também uma ameaça à robustez do pensamento, à resiliência do estado de espírito” – referem na sinopse do evento.

Bárbara Bulhão, Cândido, Fábio Colaço, Joana Siquenique, José Taborda, Luz Rivara e Ricardo Sousa refletem sobre o que é realmente a liberdade, o que é ser dono da própria realidade e das escolhas individuais, na exposição “PAN PAN PAN DEMIA”.

O MU.SA, inaugurado em agosto de 1924, é um espaço que “promove a fruição e a compreensão da arte e da cultura contemporânea, assim como o reforço dos laços com a comunidade local”. Reúne obras de artistas consagrados e emergentes e exposições colaborativas com instituições culturais portuguesas que poderá conhecer gratuitamente.

Local: Museu das Artes de Sintra (MU.SA)

Horário: Terça a Sexta-feira – 10h00 às 18h00; sábado e domingo – 12h00 às 18h00

Preço: Grátis

Fotografia disponível via Unsplash